Ministério Público investiga hospital da HapVida

Hospital Rio Solimões não tem licença sanitária

Promotor instaura Inquérito Civil sobre o fato

O promotor de Justiça Lincoln Alencar de Queiroz, do Ministério Público do Amazonas, instaurou um Inquérito Civil para investigar o Hospital Rio Solimões, da operadora de planos de saúde HapVida, em Manaus.

Segundo denúncia feita por um cidadão, o hospital não teria licença sanitária para operar e, portanto, estaria atuando de forma irregular.

O promotor abriu o inquérito para que as irregularidades sejam sanadas. Se o problema não for corrigido, o hospital pode ser multado e até fechar as portas.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *