Ministério Público Federal suspeita de novos desvios de recursos na prefeitura de Coari

Depois de ser alvo na operação do Ministério Público do Estado (MP-AM) que constatou fraudes em licitações, que somaram mais de R$ 100 milhões, a Prefeitura de Coari, agora, vai ser investigada pelo Ministério Público Federal (MPF) por causa por suspeita de desvio de mais de R$ 2 milhões da verba do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

O prefeito Adail Filho vai ser um dos invetigados do novo procurador-chefe do Ministério Público Federal, Thiago Corrêa, o mesmo que conduziu a operação Maus Caminhos, na Saúde, e resultou na prisão de secretários de Estado e do ex-governador José Melo e da ex-primeira-dama Edilene Gomes.

No mês de outubro, o prefeito Adail Pinheiro e o empresário Alexsuel Rodrigues, do Supermercado Rodrigues, além do presidente da Câmara Municipal de Coari, Keitton Pinheiro, foram presos e ficaram pouco mais de uma semana detidos, numa atuação do Ministério Público Estadual.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *