Marina Silva não foi à CPI das ONGs e deverá ser convocada

Ministra do Meio Ambiente era esperada na comissão nesta terça-feira

Comissão encerra os trabalhos em 19 de dezembro

Valéria Costa
Correspondente

Brasília (ÚNICO) – Um conflito na agenda da ministra do Meio Ambiente e Mudanças Climáticas, Marina Silva, a impediu de comparecer à CPI das ONGs, no Senado, onde era esperada nesta terça-feira (21) para falar como sua pasta acompanha os trabalhos desenvolvidos por organizações não-governamentais ambientais na Amazônia.

A ministra justificou sua ausência por ter que atender a outro convite, na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados, para explicar medidas do ministério que estariam prejudicando a agropecuária.

Convocação

A CPI das ONGs não se convenceu da justificativa, já que a sessão da comissão começou no final da manhã e a do colegiado da Câmara acontece agora à tarde, com a presença da ministra.
Diante da negativa de Marina, o presidente da CPI, senador Plínio Valério (PSDB-AM), colocou em votação no colegiado a convocação da ministra, que foi aprovada.
A data, no entanto, não foi definida e há um impasse, pois os trabalhos da comissão terminam em 19 de dezembro com a votação do relatório do senador Márcio Bittar (União-AC).

O ÚNICO procurou a ministra para repercutir a convocação e, por meio de sua assessoria, respondeu que estava na Comissão de Agricultura da Câmara e que nos próximos dias embarca para Dubai, onde vai participar da COP-28, que se inicia no dia 30 de novembro.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *