Manaus registra 129 casos da febre oropouche em uma semana

Prefeitura divulga primeiro boletim das arboviroses do ano

Não há registro de febre mayaro, nem de zika

A Prefeitura de Manaus divulgou nesta quarta-feira (10) o primeiro boletim epidemiológico do ano, relativo às arboviroses comuns no período de chuvas amazônicas.

Os dados foram coletados de 1 a 6 de janeiro deste ano.

Números e cenário

Conforme o boletim, Manaus registrou 32 casos confirmados de dengue (de 429 notificados). Da Chikungunya houve três casos notificados, mas nenhum confirmado.

Não houve casos notificados ou confirmados de zika e nem da febre mayaro, no período. Já a febre oropouche teve 129 casos confirmados na capital.

No ano passado

No ano de 2023, segundo o boletim, Manaus teve 722 casos confirmados de dengue; 31 de zika; 37 de chikungunya; 217 de oropouche; e 6 de mayaro.

Doenças recorrentes

A gerente de Vigilância Epidemiológica da Semsa, Viviana Almeida, explica que as febre oropouche e mayaro, já ocorrem na região e reemergem de tempos em tempos.

“A diferença é que hoje temos exames para detectar as duas, por isso incluímos os dados no boletim ao lado da dengue, chikungunya e zika”, explicou a epidemiologista.

Tratamento

Viviana esclarece que o tratamento das arboviroses não depende do exame, pois é indicado de acordo com os sintomas.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *