Intolerância religiosa: vizinho ataca terreiro de Umbanda

Morador liga som alto para atrapalhar as práticas religiosas

Membros e amigos vão fazer manifestação pedindo paz

Solange Elias
Da redação do ÚNICO

O terreiro Filhos do Sagrado, localizado na Avenida Desembargador João Machado, no bairro Alvorada (zona Centro-Oeste de Manaus) , vai realizar no próximo dia 6 de julho uma “gira” especial para chamar atenção sobre os problemas que está enfrentando com um vizinho intolerante religioso.

Na Umbanda, a “gira” é o ritual religioso, assim como é a missa entre os católicos e o culto entre os evangélicos.

Ataques do vizinho

O pai de santo Daniel Gomes, dirigente do templo, fez um Boletim de Ocorrência para registrar intolerância religiosa e ataques contra membros do centro espiritualista. Segundo Daniel, o terreiro tem sido alvo de constantes ataques de um vizinho proferidos contra os membros e simpatizantes que vão aos cultos e também por meio de caixas de som com música “estourando”, que impede a execução dos pontos de Umbanda e a concentração dos fieis.

“Este é um espaço de culto, de fé e religiosidade. Isso tem nos atrapalhado bastante. Nos momentos de reza e concentração, ele coloca funk e músicas de louvor. Isso se tornou insustentável”, lamentou Daniel que disse ter tentado viver em paz com o vizinho, chegou a buscar consenso mas não conseguiu.

Membros se afastam com medo

Do lado de fora do templo umbandista, o vizinho também perturba. Segundo os próprios membros eles se sentiram ameaçados quando o homem xingou e gritou para os frequentadores irem embora porque aquele não era um lugar “com a presença de Deus”. Com medo de serem agredidos fisicamente ou de outra forma, os simpatizantes do terreiro deixaram de comparecer às giras.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *