Indicado por Lula ao STF, Flávio Dino tem raízes no Amazonas

Ministro da Justiça é maranhense, mas morou em Itacoatiara

Este mês, ele foi homenageado com o título de cidadão de Itacoatiara

Valéria Costa
Correspondente

Brasília (ÚNICO) – Indicado oficialmente nesta segunda-feira (27) pelo presidente Lula à vaga aberta no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro da Justiça, Flávio Dino, tem um pezinho no Amazonas.
Filho de pai amazonense de Itacoatiara (a 174 Km de Manaus), Flávio Dino – que é maranhense de São Luís – já revelou em entrevistas anteriores que morou no município da região metropolitana de Manaus quando mais jovem e seus pais desceram o rio Amazonas em direção ao Belém e, de lá, foram para o Maranhão.
Dino prefere uma denominação mais ampla, quando se apresenta, como aconteceu no Acre, quando ele declarou que o Brasil tem, pela primeira vez, “um ministro filho da Amazônia”.
O ministro tem parentes ainda no Amazonas, como a jornalista e apresentadora Baby Rizzato, que é sua prima.

Homenagem

No dia 10 deste mês, ao cumprir agenda em Manaus para anunciar programas de segurança para a região, Dino foi homenageado com o título de cidadão de Itacoatiara concedido pela Câmara Municipal daquele município. A solenidade aconteceu no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) devido à agenda apertada do ministro e a impossibilidade de se deslocar até o município de Itacoatiara.

Ex-juiz federal

Filho de advogados, Flávio Dino começou a carreira no Judiciário e foi juiz federal da 1ª Região entre 1994 e 2006, quando decidiu ingressar na política. Filiado ao PCdoB, foi deputado federal pelo Maranhão, atuou como presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), no primeiro governo Dilma Rousseff (PT). Em 2014, se elegeu governador do Maranhão e se reelegeu quatro anos depois.
O nome de Flávio Dino ao STF terá que ser confirmado em sabatina e votação no Senado Federal.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *