PRIMEIRA MÃO

Governo Wilson Lima define flexibilizar abertura de atividades comerciais a partir da segunda-feira (28)

Wilson Lima

Novo decreto vai definir o que funcionará de 28 de dezembro a 11 de janeiro

Reunião entrou pela madrugada deste domingo e definiu a reabertura de comércio de rua e shoppings

Representantes do comércio e de serviços vão firmar um Termo de Ajustamento de Conduta com o Governo do Amazonas e Ministério Público Estadual

Conforme o Portal Único revelou com exclusividade, às 21 horas de sábado (26) o governador Wilson Lima revogou o decreto sobre o funcionamento de serviços não essenciais. Numa reunião que entrou pela madrugada deste domingo (27), Governo do Estado, representantes de entidades empresariais e deputados, definiram novas regras para o funcionamento de atividades econômicas em Manaus: lojas de rua vão funcionar de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, incluindo vendedores ambulantes. Sábados e domingos somente em modo delivery e drive-trhu.O atendimento interno será permitido com limite de até 50% da capacidade.

Horário dos Shoppings

Os shoppings centers vão funcionar de segunda a sexta-feira, das 12h às 20h, sendo que aos sábados e domingos o funcionamento deve acontecer na forma de delivery e drive-trhu. Esses horários ainda podem sofrer alterações.

Bares e restaurantes

O governador Wilson Lima explicou que o horário de funcionamento de bares e restaurantes, lanchonetes, lojas de conveniência e flutuantes serão discutidos pelo Comitê de Enfrentamento à Covid com representantes desses segmentos. A realização de festas em condomínios está proibida.

Novo decreto

O Comitê de Enfrentamento à Covid, passa este domingo (27) no detalhamento das novas definições que vão fazer parte do decreto do governo que irá vigorar a partir de amanhã (28).

De olho nos números

A flexibilização vai valer até o dia 11 de janeiro de 2021, desde que o nível de ocupação de leitos de UTI na rede estadual de saúde esteja abaixo de 85%. Se não diminuir, novas medidas restritivas serão adotadas.

Compromissos

Para atender a flexibilização, os comerciantes terão que fornecer transporte aos seus trabalhadores, máscaras e álcool em gel, apoio médico para funcionários com Covid-19 durante o vínculo trabalhista. Terão de disponibilizar apoio com caminhões com motorista, combustível e carregadores para transporte de cargas apreendidas durante as fiscalizações e irão ceder espaços comerciais nos veículos de comunicação para campanhas de conscientização sobre prevenção à Covid-19.

Palavra do empresário

O presidente da Federação do Comércio (Fecomércio) Aderson Frota, disse que as preocupações do governo são pertinentes e observou: “estamos conscientes da responsabilidade de atender as necessidades comerciais mas também de proteger a vida em todos os momentos”.

Deputados presentes

A reunião entre o governador Wilson Lima e representantes das classes empresariais, aconteceu no Centro Integrado de Comando e Controle e contou com a presença de alguns deputados, como os estaduais, Saullo Vianna e Alessandra Câmpelo e o federal Marcelo Ramos.


Compartilhe >
Facebook
Twitter
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *