Governo traz de volta amazonenses que estavam em áreas de enchente

Operação foi concluída com o retorno de 94 pessoas

Eles estavam em cidades alagadas no Rio Grande do Sul

Mais 27 amazonenses retornaram a Manaus em um voo comercial que partiu de Florianópolis (SC) e chegou à capital amazonense às 16h desta sexta-feira. Outros sete passageiros devem chegar ao longo deste domingo (26), totalizando 94 pessoas realocadas durante a operação.

A partida de Florianópolis se deve à interdição dos aeroportos nas localidades afetadas pelas enchentes. Por essa razão, os cidadãos foram solicitados a se deslocarem para a capital de Santa Catarina, de onde embarcaram de volta para Manaus.

Sem retorno

“A situação no Rio Grande do Sul é muito crítica para os irmãos gaúchos e para os amazonenses que não tinham mais como voltar à normalidade ou recomeçar as suas vidas lá”, disse o secretário de Defesa Civil, coronel Francisco Máximo.

Entre os passageiros do último voo havia estudantes, famílias inteiras e idosos, todos impactados pelas recentes enchentes.

Além disso, um cachorro, duas crianças com síndrome de Down e uma representante da tribo Kokama também estavam a bordo. Os passageiros vieram de várias cidades, incluindo Rio Grande, Porto Alegre, Gramado e Passo Fundo.

Operação de realocação

Durante 15 dias de operação, cerca de 150 pedidos foram recebidos pela Defesa Civil do Amazonas. Inicialmente, foi realizado o atendimento e levantamento de informações para uma análise detalhada da demanda e da logística necessária. Com base nessa análise e levando em consideração critérios de prioridade, como questões de saúde, crianças e idosos, pessoas com deficiência (PCD), e estudantes isolados, a Defesa Civil deu início ao processo de realocação.

O primeiro voo de retorno dos amazonenses chegou a Manaus na madrugada do dia 18 de maio, com 34 passageiros, e o segundo voo chegou à tarde, com mais 26 pessoas.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *