Governo Lula recebe sugestões para o Plano Clima

Ibama do Amazonas convoca população a participar

Documento vai guiar a política ambiental brasileira até 2035

Fábio Rodrigues
Especial para o ÚNICO

Brasília (ÚNICO) – O superintendente do Ibama do Amazonas, Joel Araújo, está convocando a população a participar da apresentação de propostas e comentários para a construção do Plano Clima Participativo, do Governo Lula, lançado pelo presidente no início deste mês. A apresentação de propostas está aberta e vai até 5 de agosto.

O Plano Clima será o documento que vai nortear a política ambiental brasileira até 2035. O processo de elaboração participativa do documento é liderado pela Secretaria-Geral da Presidência da República. Além do Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima, outros 16 ministérios trabalham no Plano Clima.

Como vai funcionar?

O cidadão tem que ter uma conta gov, pra começar. Acessando o site do Plano Clima (gov.br/planoclima), usa sua conta para enviar suas sugestões. O site é auto-explicativo. “Com a participação social, a decisão do governo federal é promover debates com especialistas no tema, brasileiras e brasileiros de todas as regiões do país e a sociedade civil para produzir um documento potente com envolvimento, aprovação e apoio da população”, apontou Joel Araújo.

Votação das propostas

Depois de enviadas as propostas, os cidadãos cadastrados (conta gov) poderão votar em qualquer uma delas, cuja causa apoia. Por exemplo: a proposta mais votada até agora é do cidadão Leonardo, que tem 50 votos. Ele sugeriu, no eixo que trata da Energia, que as termelétricas a carvão possam ser substituídas por pequenos reatores modulares (SMRs). Cada pessoa poderá apresentar até três propostas e votar em até 10.

E depois?

As 10 propostas mais votadas de cada eixo temático seguirão para análise, podendo ou não ser incorporadas ao Plano Clima. E serão enviadas para análise e eventual incorporação nos planos setoriais, recebendo uma resposta individualizada.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *