Governo Federal abre canal de denúncias sobre preço dos combustíveis

Nesta quarta-feira, Ministério da Justiça faz o “Mutirão do Preço Justo”

No Amazonas, os preços nas bombas de gasolina não são regulados pela Petrobras

Brasília (ÚNICO) – A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), ligada ao Ministério da Justiça, abriu um formulário on-line para todo o Brasil fazer denúncias sobre preços abusivos dos combustíveis. A iniciativa faz parte do “Mutirão do Preço Justo”, anunciado pelo ministro Flávio Dino, para esta quarta-feira (24).

O formulário pode ser acessado no link abaixo:

https://forms.office.com/pages/responsepage.aspx?id=IAQJ60xE90OR8kuNpr_o4ce70Yu-xyFJqM_04J2TPrpUMFU0UUdVOTFIQk9OM0o4QUhIWlNIRlFZVi4u

Preço Justo

Os fiscais da Senacon vão verificar, em todo o país, se os postos de abastecimento estão repassando de forma adequada as variações de preço ao consumidor final e se estão cumprindo as normas e regulamentações vigentes. No Amazonas, o preço dos combustíveis não é regulado pela Petrobras, uma vez que a refinaria que abastece os postos foi privatizada e faz seu próprio preço.

Relatório nacional

O formulário pede o preenchimento de dados como o nome do posto e os preços cobrados. A denúncia não é anônima. No dia 30 de maio a Senacon vai divulgar o resultado do levantamento nacional.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *