Governo amplia rede de monitoramento dos rios no Amazonas

Novas estações e réguas estão sendo instaladas

Dados coletados ajudam na elaboração de planos de emergência

O Governo do Amazonas está aumentando a rede de monitoramento do nível dos rios, com a instalação de estações fluviométricas em municípios onde nunca havia sido feita a medição das cotas. A mais recente foi no município de Tonantins (a 865 quilômetros de Manaus), às margens do rio Juruá.

Dados da seca e cheia

A medição é realizada a partir do conjunto de réguas linimétricas instaladas. Essas réguas apontam a altura do nível d’água, que serão analisados e comparados com os dados coletados nos períodos de cheia e seca.

Novas estações

Com a instalação das réguas linimétricas em Tonantins, sobe para cinco, o número de novas estações instaladas em 2023, em diferentes pontos da Calha do Juruá, Médio Amazonas, Baixo Solimões e Alto Solimões.

O chefe do Centro de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil do Amazonas (Cemoa), tenente Charlis Barroso, explica: “Essas informações são essenciais para a elaboração de planos de contingência, alertas à população e tomadas de decisão em situações de emergência”, enfatizou.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *