fbpx

Fiscalização fecha duas festas clandestinas na Zona Norte de Manaus com mais de 500 pessoas

A Central Integrada de Fiscalização(CIF) desmontou duas festas clandestinas na Zona Norte de Manaus que, juntas, reuniam mais de 500 pessoas em aglomeração

Os organizadores postaram nas redes sociais que estavam fazendo festa, mas a polícia não sabia

Sete estabelecimentos foram fechados por descumprir o toque de recolher

A Central Integrada de Fiscalização(CIF) desmontou duas festas clandestinas na Zona Norte de Manaus que, juntas, reuniam mais de 500 pessoas em aglomeração. A fiscalização foi feita no sábado (22) à noite e também vistoriou 19 estabelecimentos comerciais, dos quais sete foram fechados por descumprimento das regras de isolamento ou por estarem atuando de forma irregular.

Segundo o delegado Daniel Antony, coordenador da operação, as festas ocorriam em sítios no Ramal do Acará, no Conjunto Viver Melhor e no bairro Lago Azul (Zona Norte). Com a chegada do comboio às localidades, diversas pessoas fugiram para áreas de mata. Outras foram flagradas e levadas para a delegacia.

Conforme o delegado, além de cumprir todo o cronograma repassado às equipes, a Central também apurou denúncias que surgiram durante as atividades de vistoria.
“Conseguimos fechar duas festas clandestinas. Em uma delas, inclusive, eles tiveram a audácia de postar nas redes sociais um placar, dizendo que havia tantas festas sem que a polícia aparecesse no local, um completo absurdo, uma falta de respeito com à sociedade”, disse o delegado.

Vistorias

Além das festas clandestinas, a CIF também encerrou as atividades de estabelecimentos comerciais, que não possuíam documentos necessários para funcionamento ou por ultrapassar o horário limite. Os locais que estavam cumprindo as medidas de prevenção receberam orientações das equipes da Central.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.