fbpx

Explosão de casos de Covid-19 coloca Amazonas de volta na fase amarela

Tribunal de Contas cobra prefeita de Presidente Figueiredo

O faz de contas dos vereadores de Manaus

Escritor amazonense escancara a Amazônia nas redes sociais

Estudantes e professores contam o drama que vivem no Campus da Universidade Federal do Amazonas

Nova temporada dos cruzeiros anima o setor turístico do Amazonas

Ainda dá tempo de visitar a ExpoAmazônia Bio&TIC neste sábado

Suframa e Exército vão georreferenciar lotes em Rio Preto da Eva

Manaus será analisada por participar da poluição plástica nos oceanos

Capital amazonense está entre as cidades mais caras do mundo

Águas do Amazonas explica trabalho no conjunto Ajuricaba

Por Claudio Barboza e Solange Elias, com editorias do Único

Covid-19 volta a preocupar

O aumento exponencial de novos casos de Covid-19 e também de internações hospitalares pela doença colocou o Amazonas novamente na fase amarela de risco de transmissão. A fase amarela é considerada de “risco moderado” e ainda não exige as medidas restritivas de circulação, mas a preocupação é grande entre as autoridades de saúde. A FVS informou em seu boletim desta sexta-feira que a taxa de positividade de testes de Covid-19 no Amazonas passou de 6% no início do mês para 24% na última semana. Nos últimos 14 dias, a média diária de casos passou de 30 para 155.

Vacinação urgente

Manaus é, obviamente, a cidade com o maior número de casos de Covid-19. Ela saiu de 22 para 129 casos diários, comparando o início e o fim do mês de junho. É por isso que neste sábado a Prefeitura está oferecendo 12 locais de vacinação – de todas as doses – inclusive com o Studio 5, onde podem ser atendidas mais de 1.500 pessoas por dia. Lá, a vacinação tem início às 9h e vai até as 16h.

Os faltosos

Em três meses de “fase verde” de transmissão, o manauara acabou relaxando e deixou de completar o ciclo vacinal. Ainda existem cerca de 200 mil pessoas que não tomaram nem a primeira dose, em Manaus. E também mais de 350 mil em atraso com a segunda dose, 700 mil com a terceira e 500 mil em atraso com a quarta dose. Os números foram arredondados.

TCE recomenda piso para professores

O Tribunal de Contas do Estado mandou recado para todos os prefeitos, mas acertou diretamente a prefeita de Presidente Figueiredo, Patrícia Lopes (UB), que anda às voltas com uma greve de professores em seu município. O recado é: paguem o piso nacional dos professores. O TCE alertou que os gestores devem se esforçar para cumprir essa exigência legal. Cálculos do Instituto Rui Barbosa (IRB), apontam o valor do piso salarial de R$ 3.845,63 em 2022.

Vereadores de Manaus

Discursos vazios, bajulação pra cima e pra baixo e a falta de qualidade nos trabalhos legislativos da Câmara Municipal de Manaus tornam a atual legislatura como uma das mais pobres da história do parlamento municipal. Entre os 41 vereadores, há pouquíssimas exceções, como é o caso dos vereadores Amom Mandel, Rodrigues Guedes e Marcel Alexandre. Amom e Marcel são potenciais candidatos a deputado federal, ou seja, se forem eleitos, a câmara tende a ficar pior.

Calor no campus da Ufam

Professores e estudantes da Faculdade de Estudos Sociais, da Universidade Federal do Amazonas, a Ufam, contaram ao ÚNICO que estão passando momentos difíceis. Em pleno verão, os aparelhos de ar condicionado da unidade não funcionam e os bebedouros estão quebrados.

Escritor amazonense nas redes sociais

O escritor amazonense Márcio Souza está nas redes sociais com a nova edição de Galvez – Imperador do Acre, pela Record. A primeira edição foi em 1976, Márcio retrata uma Amazônia escancarada no final do século XIX, tempo em que a demanda da borracha se multiplicou com o avanço da revolução industrial, provocando o boom amazônico, transformando Manaus em capital da selva, meca de caçadores de fortuna, políticos corruptos, alpinistas sociais, prostitutas, visionários e aventureiros. O romance ganhou tradução em várias línguas. O escritor ainda fará o lançamento oficial da obra.

Retomada dos cruzeiros

A previsão de que a temporada de cruzeiros de 2022/2023 promete ser a maior dos últimos 10 anos, está animando os agentes do trade turístico no Amazonas. Depois de dois anos de suspensão por conta da Covid-19, o Porto de Manaus vai voltar receber aqueles majestosos navios de longo curso (que vêm de outros países). A previsão é que a temporada comece em outubro e vá até março do ano que vem. A temporada prevê 35 navios de longo curso e oito de cabotagem (que navegam apenas na costa brasileira).

ExpoAmazônia

Ainda dá tempo de visitar neste sábado (2) a Feira ExpoAmazônia Bio&TIC, no Centro de Convenções Vasco Vasques. Além das palestras abalizadas de especialistas sobre bioeconomia e tecnologia, vale a pena ver o número de produções científicas que 120 expositores estão mostrando no local. É impressionante e positivamente impactante. Pra quem acha que no Amazonas “só tem índio”, a ExpoAmazônia é uma grande resposta.

Lotes em Rio Preto da Eva

A Suframa e o Exército Brasileiro assinaram um acordo esta semana para executar o georreferenciamento das glebas da autarquia que ficam no Distrito Agropecuário da Suframa (DAS), em Rio Preto da Eva. A execução estará a cargo do 4º Centro de Geoinformação (4º CGEO) do Exército. A ideia é definir lote por lote, para que, no futuro, os produtores que atuam na área possam dar entrada no processo de regularização fundiária.

Amazonenses poluidores

Um projeto da ONU chamado Blue Keepers indicou que cada brasileiro pode ser responsável por poluir o oceano com 16 quilos de plásticos ao ano. E Manaus está na lista, como uma das maiores poluidoras do mar do país. Isso porque o plástico que é jogado nos igarapés, vai parar no rio Negro, depois no rio Amazonas e, por fim, no mar. A partir do segundo semestre, especialistas estarão em Manaus – e em outras nove cidades brasileiras – para executar um trabalho de levantamento das fontes de plástico, para tentar conter a poluição dos oceanos. Belém também está na lista.

Cara demais

Outro ranking negativo em que Manaus está incluída, foi revelado ontem, com a lista das 227 cidades do mundo mais caras para se viver. Neste rol, estão cinco cidades brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Manaus. Esta é a primeira vez que Manaus aparece nesse ranking, elaborado pela Mercer, consultoria que integra o grupo Marsh McLennan. Entre as 227 cidades, a posição da capital amazonense é 207.

Águas de Manaus

A empresa Águas de Manaus enviou nota ao ÚNICO informando sobre o trabalho executado na rua Mirangaba, no conjunto Ajuricaba. O ÚNICO publicou ontem matéria de um leitor que informava que a rua recém recapeada, foi novamente cortada pela empresa de abastecimento de água. Segundo a empresa, foi uma “manutenção emergencial não planejada” em função de um vazamento na via, que aconteceu após o recapeamento do local. “Após a conclusão do serviço, o trecho afetado pela manutenção foi recapeado”, assegurou a empresa.

SIGA O PORTAL ÚNICO:
https://portalunico.com/

Facebook:
Facebook.com/portalunico.com

Instagram:
https://instagram.com/portalunico?utm_medium=copy_link

Twitter:
https://twitter.com/PortalUnico?t=5LAn7TYhr43mFX0LTFQ2wA&s=09

FALE COM A GENTE

Solange Elias (EDITORA)
(92) 99105-7388

Guilherme Martins (TI/COMERCIAL)
(92) 99167-0515

CEO: Claudio Barboza
(92) 99116-1777

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.