Exército vai buscar parceria privada para melhorar Zoológico do CIGS

Iniciativa faz parte do PPI do Governo Lula

BNDES vai fazer um levantamento do que o zoológico precisa

Alessandra Luppo
Da redação do ÚNICO

O Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) da Casa Civil do Governo Federal incluiu o Zoológico do CIGS, em Manaus, na lista de projetos que podem buscar parcerias com a iniciativa privada, para melhorar os serviços prestados à sociedade, aos animais e ainda fomentar a cultura e turismo na capital amazonense.

Para destravar esse processo, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Exército Brasileiro firmaram um contrato para estruturação e modelagem de projeto de valorização e exploração econômica do zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva, em Manaus.

Participaram da assinatura o chefe do Estado-Maior do Exército, General Richard Fernandez Nunes, o diretor de Planejamento e Relacionamento Institucional do BNDES, Nelson Barbosa e os representantes do PPI, Cleyton Barros e Felipe Ribeiro.

Parceria não é privatização

Segundo os representantes do PPI, não se trata de privatização. “Vale ressaltar que não se trata de privatização de ativos (bens), mas de estruturação de contratos de parceria público-privadas que têm como foco a reforma e a melhoria de patrimônios nacionais de grande relevância”, explicaram.

Prazo de três anos

A partir da assinatura do contrato, que tem duração de três anos, o BNDES fará um levantamento sobre a área física do Zoológico do CIGS, quais os serviços que presta e quais as necessidades de infraestrutura que o empreendimento precisa.

A partir desse diagnóstico é que será definido o modelo de concessão a ser adotado pelo CIGS e, só então, haverá uma futura licitação pública.

Sobre o zoológico

O zoológico é considerado um dos principais pontos turísticos de Manaus. Tem, no acervo, 162 animais (somente amazônicos brasileiros) distribuídos em 56 espécies, das quais várias estão enquadradas nas diversas categorias do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) de ameaça de extinção no restante do Brasil.

Com informações do PPI, BNDES e Ministério da Defesa


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *