Ex-prefeito de Anamã suspeito de envolvimento com o Comando Vermelho

Operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga Raimundo Chicó

Ele seria responsável pela lavagem do dinheiro do tráfico

Fábio Rodrigues
Especial para o ÚNICO

Brasília (ÚNICO) – O ex-prefeito de Anamã, Raimundo Pinheiro da Silva, o Raimundo Chicó, é um dos alvos de uma operação deflagrada pela Polícia Civil do Rio de Janeiro na manhã desta terça-feira (21), nos estados do Rio, Minas Gerais e Pará.

Raimundo Chicó é suspeito de integrar uma quadrilha envolvida com a facção criminosa Comando Vermelho e de usar seu próprio frigorífico para lavagem de dinheiro do tráfico.

Mandados em três estados

Segundo a PC do Rio, estão sendo cumpridos 99 mandados de busca e apreensão contra pessoas e empresas acusadas de envolvimento com facções criminosas do Rio e do Amazonas.

O objetivo da ação – chamada de Rota do Rio – é desmantelar estruturas operacionais e financeiras do Comando Vermelho e da facção CVAM, do Amazonas.

Lavagem de dinheiro

Segundo as investigações, para ocultar os recursos provenientes da compra e venda de drogas, os grupos criminosos faziam pagamentos pulverizados a pessoas e empresas. Uma dessas empresas seria o frigorífico do ex-prefeito Raimundo Chicó.

Uso eleitoral

A Polícia Civil do Rio de Janeiro informou que Raimundo Chicó lavava dinheiro para o Comando Vermelho, usava dinheiro do tráfico em suas campanhas eleitorais e tinha participação direta nos negócios da facção no município.

Chicó foi prefeito de Anamã duas vezes, em 2012 e em 2016. No último pleito em que concorreu, teve sua candidatura cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso de poder econômico.

Com informações da Agência Brasil e Metrópoles


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *