Especialistas começam preparação para o “Enem do Emprego”

Professor diz que muitos candidatos “estudam errado”

Serão quase 7 mil vagas no serviço público federal

O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos divulgou a lista de vagas disponíveis para o Concurso Nacional Unificado, que foi apelidado de “Enem do emprego”, por reunir diversas oportunidades de trabalho na administração federal por meio da aplicação de uma única prova, e está estimulando os especialistas em treinar “concurseiros”.

O professor Deodato Neto, coordenador de cursos para concursos públicos, afirma que nessas horas muitos candidatos se perdem e “estudam errado”.

Erros mais comuns

Entre os erros mais comuns, ele cita a “audiência passiva”, ou seja, o aluno que vê mais de mil horas de aula, mas não coloca em prática. “Não é a quantidade de aulas que você assiste, e sim a qualidade de aulas. Então, por exemplo, a gente vê que existem esses cursos vitalícios, onde tem milhões de aulas e a pessoa pensa assim, ah, estou estudando. Não, ela está assistindo aula. Assistir aula não é sinônimo de estudo, tem que colocar empática, em cheque, aquilo que ele estudou”, comenta.

Dica para estudar

Para driblar essa dificuldade, ele recomenda o estudo com revisões por questões, resumos, e simulados semanais de cada conteúdo, focando nos temas principais: “Acredito que para esse concurso unificado, o que mais vai fazer a diferença é a parte básica, que são as cinco matérias para todo o concurso, que é português, informática, direito funcional, direito administrativo e raciocínio lógico”, comentou.

Como será o concurso

Ainda sem data para acontecer,o concurso unificado vai abrir 6.590 vagas nesta primeira edição. As provas ocorrerão simultaneamente em mais de 180 municípios. Os órgãos ainda podem mudar de ideia sobre a adesão ao concurso unificado até esta sexta-feira (6).


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *