Entram em vigor hoje as novas regras do Minha Casa, Minha Vida

Financiamento aumentou de R$ 47 mil para R$ 55 mil

Imóveis podem ser adquiridos até R$ 350 mil

Brasília (ÚNICO) – A partir desta sexta-feira (7) começam a valer as novas regras do Programa Minha Casa, Minha Vida, que aumentam o valor do subsídio para compra de imóveis e que reduzem a taxa de juros para famílias de baixa renda, nas faixas 1 e 2 do programa.

Subsídio

Conforme anunciado no fim do mês passado, o subsídio para famílias de baixa renda – com renda mensal de até R$ 2.640 (faixa 1) e até R$ 4,4 mil (faixa 2) –, passou de R$ 47 mil para até R$ 55 mil. O subsídio é uma espécie de desconto aplicado conforme a renda da família e a localização do imóvel.

Novos valores

A partir de hoje, o teto dos imóveis para as faixas 1 e 2 do programa será de R$ 264 mil para os municípios com população de 750 mil habitantes ou mais; R$ 250 mil para as cidades com população entre 300 mil e 750 mil habitantes; R$ 230 mil para os que têm população entre 100 mil e 300 mil habitantes; e R$ 200 mil para cidades com população inferior a 100 mil habitantes.

Valor do imóvel

Também foi ampliado o valor máximo do imóvel por faixa de renda. Assim, para famílias com renda entre R$ 4,4 mil e R$ 8 mil (faixa 3), o valor máximo do imóvel passou de R$ 264 mil para até R$ 350 mil em todos os estados.
A estimativa é de que a medida traga um incremento de 57 mil novas contratações na faixa 3, das quais 40 mil ainda em 2023.

Juros

Já os juros cobrados de famílias com renda mensal de até R$ 2 mil caíram de 4,25% ao ano para 4% nas regiões Norte e Nordeste; e de 4,5% para 4,25% ao ano nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *