Eneva ouve população sobre implantação de usina

Audiência Pública no Campo do Azulão

Projeto acontece no município de Silves

Aproximadamente 500 pessoas estiveram presentes na audiência pública mediada pelo Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM), neste sábado, 2 de setembro, em Silves. O encontro teve como objetivo apresentar os principais pontos do Estudo de Impacto Ambiente e do Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima) referentes ao processo de licenciamento da Usina Termelétrica do Complexo Azulão (UTE Azulão), além de esclarecer dúvidas dos participantes.
A usina terá potência de 1.083 MW, energia suficiente para atender 4 milhões de residências, e tem início de operação previsto para fim de 2026. A audiência contou com quase quatro horas de duração, com participação massiva da sociedade.

Reunião teve avaliação técnica

“A reunião foi imprescindível para promover um debate amplo sobre o projeto, abordando temas técnicos e também assuntos ligados ao dia a dia do cidadão. Conseguimos criar um espaço bastante construtivo de sugestões e esclarecimento de dúvidas, de forma transparente e clara”, afirmou Felipe Roza, gerente de Licenciamento Ambiental e Fundiário da Eneva.

Empresa destaca importância de audiências

Para a Eneva, as audiências conferem legitimidade a todas as etapas do projeto, cumprindo leis e regulamentos que permitem contribuir com o desenvolvimento socioeconômico da região. De acordo com o planejamento da empresa, serão investidos R$ 5,8 bilhões no interior do Amazonas até a conclusão do Complexo Azulão.
Estiveram presentes o prefeito de Silves, Raimundo Paulino de Almeida Grana; o presidente do IPAAM, Juliano Valente; o secretário de Energias Renováveis, Mineração e Gás do Estado de Amazonas, Roney Cesar Peixoto; o secretário do Meio Ambiente de Silves, Janderlei Gadelha; o promotor de Justiça do Ministério Público do Estado de Amazonas, Márcio Pereira de Melo; o procurador do Ministério Público de Contas de Amazonas, Ruy Marcelo Alencar de Mendonça; Roque Pereira, da Associação de Solidariedade de Amazonas; além de outras autoridades locais.
Sobre a Eneva

Maior produtora de gás

A Eneva é a maior operadora privada de gás natural onshore do Brasil e uma empresa integrada de energia, que atua da exploração e produção (E&P) do gás natural até o fornecimento de soluções de energia.
A companhia possui ativos de E&P nos estados do Amazonas e Maranhão. Atualmente, opera 12 campos de gás natural nas Bacias do Parnaíba (MA) e Amazonas (AM), e detém quatro blocos exploratórios na Bacia do Paraná (MS), possuindo, ao todo, uma área total sob concessão superior a 63 mil km², a maior no Brasil.
Com um parque de geração com 6,3 GW de capacidade contratada em operação e construção, a Eneva produz energia segura e competitiva para o sistema elétrico brasileiro. Seus ativos de geração termelétrica já operacionais estão localizados nos estados do Maranhão (Complexo Parnaíba e Itaqui), Ceará (Pecém II e Termofortaleza), Sergipe (Hub Sergipe) e Roraima (Jaguatirica II) e os demais, ainda em fase de implementação, estão situados no Amazonas (Complexo de Azulão, com o projeto Azulão 950 MW) e no Maranhão (UTE Parnaíba VI e as plantas de liquefação de gás natural).

Novos produtos

Em renováveis, a Eneva iniciará em breve a operação comercial do Complexo Solar Futura, em Juazeiro, na Bahia – um dos maiores parques fotovoltaicos das Américas.
Pioneira por natureza, a Eneva desenvolveu um modelo de negócio inédito no Brasil: o Reservoir-to-Wire (R2W), que consiste na geração térmica integrada aos campos produtores de gás natural e o SSLNG (o Gás Natural Liquefeito em Pequena Escala) produzido e entregue a grandes clientes industriais por meio rodoviário, no modelo Reservoir-to-Client (R2C). Com isso, a companhia desempenha um papel importante na transição da matriz energética brasileira, oferecendo energia a partir de um combustível flexível, econômico e eficiente. Listada no Novo Mercado da B3 (Bolsa de Valores brasileira) desde 2007, a empresa integra o Ibovespa e o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), entre outros índices da Bolsa. A Eneva destaca que pretende continuar crescendo de forma responsável, oferecendo soluções de energia confiáveis e acessíveis para a sociedade.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *