Energia elétrica está mais cara a partir de hoje

Aneel acionou “bandeira amarela” para o sistema

Entenda o que isso quer dizer

Brasília (ÚNICO) – A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) acionou a bandeira amarela para a conta de energia elétrica em julho. Com isso, a tarifa terá acréscimo de R$ 1,88 a cada 100 kW/h consumidos.

Para se ter uma ideia, uma casa simples consome entre 150 kW/h e 200 kW/h por mês no Brasil, em média.

Pouca chuva aumenta os preços

A Aneel citou como motivos para a bandeira amarela, a previsão de chuva 50% abaixo da média para o restante do ano e a expectativa de aumento do consumo de energia.

O aumento do consumo deve acontecer devido às temperaturas acima da média que estão sendo registradas e também à menor disponibilidade de água nas usinas hidrelétricas, que geram mais de 60% da energia no país.

Com pouca água nas hidrelétricas é necessário acionar as termelétricas, que são mais caras e poluentes.

Bandeiras tarifárias

O sistema de bandeiras tarifárias, criado pela Aneel em 2015, sinaliza o custo real da energia gerada e considera fatores como risco hidrológico e preço da energia.

As bandeiras verde, amarela e vermelha indicam, respectivamente, menor e maior custo da energia conforme as condições de geração.

“Ao todo, foram 26 meses (dois anos e dois meses) com bandeira verde. Com o sistema de bandeiras, o consumidor consegue fazer escolhas de consumo que contribuem para reduzir os custos de operação do sistema, reduzindo a necessidade de acionar termelétricas”, afirmou a Aneel.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *