Empresários do Amazonas fazem lance em leilão para arrematar Hotel Tropical

Única a participar do leilão, a empresa amazonense “Nyata –soluções em pagamentos” ofertou lance de R$ 120 milhões para comprar o complexo hoteleiro do Tropical Hotel, no leilão realizado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ). O edital do leilão avaliou o imóvel com área de 235,2 mil metros, localizado no bairro da Ponta Negra, em R$ 182,1 milhões.  

O leilão aconteceu no auditório do Sindicato dos Leiloeiros do Rio e o dirigente foi o leiloeiro público Jonas Rymer. A arrematação estava prevista para iniciar com o valor da avaliação, ou seja, R$ 182,1 milhões, mas a única empresa presente foi a “Nyata  –  Soluções em pagamentos”, que no momento do leiloamento  ofereceu R$ 120 milhões. O leilão aconteceu no dia 16 desse mês.

Empresa do Amazonas

A empresa “Nyta – Soluções em pagamento”, instalada em Manaus, tem como sócios e administradores Henrique Bonde Pires, Ricardo Borges Pires e Sandra Cristina Bondi. O capital social registrado da empresa é de R$ 1.000.000,00. A assessoria de imprensa da empresa confirmou o interesse em reabrir o hotel, caso a transação aconteça realmente.

De acordo com o edital, a empresa participante do leilão deveria depositar a caução equivalente a 5% do valor total estimado para o imóvel, ou seja, R$ 6 milhões. O valor deveria ter sido depositado até o dia 12 de dezembro pela empresa que ofereceu o lance,mas isto não ocorreu.

Juiz vai definir sobre o leilão

O advogado do Tropical Hotel, Pedro Cardoso, disse que o leilão aconteceu em função da proposta da empresa Nyata, mas está sendo avaliado pela justiça. 

“O leilão foi marcado em razão da proposta da empresa Nyata, como ela não depositou a caução, os representantes enviaram a proposta para o juiz, e agora vamos aguardar se ele vai acatar”, explica o advogado.

Ele disse que a previsão para a resposta do juiz é de 20 dias e que durante esse prazo outras empresas podem aparecer. “Até agora nenhuma empresa se manifestou, mas há essa possibilidade”, explicou.


Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *