fbpx

Eduardo Braga constrói pontes para ter o vice dos sonhos

Wilson e David têm encontro marcado nesta quinta à noite

PSOL aguarda decisão do ministro Alexandre de Moraes, no Supremo

Professora da UFAM lança livro sobre um legítimo artista amazonense

Sociedade civil cobra compromisso com a ética dos candidatos ao Governo

Começam as mobilizações contra o novo decreto do IPI

Suframa convoca indústrias para nova etapa dos processos digitais

Deputado alerta sobre picareta que quer enganar professores

Prefeitura de São Sebastião do Uatumã exige comparecimento presencial para inscrição em concurso

Justiça arquiva processo contra médicos que fizeram nebulização com hidroxicloroquina

Cade adia decisão sobre a venda da Reman

UEA lança editais dos vestibulares nesta quinta-feira

Por Claudio Barboza e Solange Elias, com editorias do Único

As decisões de Eduardo Braga

O senador Eduardo Braga (MDB) anda vivendo um momento zen (estado de tranquilidade), segundo contaram ao ÚNICO pessoas que estão próximas ao pré-candidato ao governo. Nem o clima pré-eleitoral e eventuais ataques à sua pessoa têm alterado o humor de Eduardo. Ele tem focado nas conversas com alguns políticos de partidos próximos ao MDB, a fim de conquistar um vice que tenha densidade eleitoral.

Nome do vice sai na convenção

Eduardo Braga vai confirmar a sua candidatura ao governo na convenção do MDB a ser realizada na sexta-feira (5) das 9h às 14h, na casa de shows Copacabana, na avenida do Turismo. É lá que ele pretende anunciar o nome do vice. Ele espera também contar com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Avante e União Brasil

Já quem faz a festa na noite desta quinta-feira (4) são os partidos União Brasil e Avante, que se uniram para trabalhar pela reeleição do governador Wilson Lima (UB), tendo como vice o advogado Tadeu de Souza, indicado pelo prefeito de Manaus, David Almeida (Avante). A convenção dos dois partidos vai acontecer na casa de shows Espaço Via Torres, também conhecido como “Pagode do Uendel”, na avenida das Torres.

A confusão do PSOL

O advogado Marcelo Amil espera para esta quinta-feira (4) uma liminar do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a validade de sua candidatura – ou não. Amil entrou na Justiça depois que a Executiva Nacional do partido definiu que valia a candidatura do médico Israel Tukuya para o governo do Amazonas e não a dele. O processo está com o ministro Alexandre de Moraes.

Para entender

Essa confusão do PSOL vem desde o mês de julho, quando uma conferência que acabou em cadeiradas, teria referendado o nome de Israel Tukuya. A Executiva Nacional considerou essa convenção válida, mas a Executiva Estadual não concordou e convocou nova convenção, com o nome de Amil como candidato. Agora, sobrou para o ministro Moraes – que já está até o pescoço com a Zona Franca de Manaus – avaliar o caso.

Livro sobre artista do Amazonas

Nesta sexta-feira (5) a professora da Universidade Federal do Amazonas, Artemis Soares, vai lançar o livro “Rui Machado, um artista amazonense”. O lançamento acontecerá no Largo de São Sebastião às 19h. No mesmo horário e local a jornalista Mazé Mourão lançará o livro “Histórias de Vida”. A programação faz parte do Projeto Academia no Largo, da Academia Amazonense de Letras e Banca do Largo.

Ética para candidatos

Entidades da sociedade civil lançam, nesta quinta-feira (4), a “Carta de Compromisso com a Ética e Pela Boa Governança”, na qual propõem aos candidatos a governador do Amazonas boas práticas a serem adotadas durante a campanha eleitoral e na governança do Estado. O evento de lançamento será às 10h no auditório da Cúria Arquidiocesana de Manaus, na Avenida Joaquim Nabuco e será coordenado pelo Arcebispo de Manaus, Dom Leonardo Steiner.

As novas ações

Por falar em Zona Franca, já estão encaminhadas pelo menos três novas ações contra o mais recente Decreto do IPI, editado pelo presidente Jair Bolsonaro: o primeiro é do próprio governador Wilson Lima, que autorizou a Procuradoria Geral do Estado a mover nova Ação Direta de Inconstitucionalidade. A segunda é do partido Solidariedade, que já tem uma ação no Supremo nesse sentido e a terceira é do deputado Marcelo Ramos (PSD-AM).

Visita ao STF

Apressado, Marcelo Ramos foi logo lá no Supremo Tribunal conversar com Alexandre de Moraes e afirmou que o novo decreto do IPI é uma manobra do Governo Bolsonaro para “burlar” decisão anterior do ministro. “O ministro disse que basta que acrescentemos às ações anteriores, da bancada, do Governo do Estado e da OAB, nova petição para que ele volte a apreciar esta questão”, contou Ramos.

Barbas de molho

E é bom mesmo que todos estejam em alerta, porque cada declaração do ministro da Economia de Bolsonaro, Paulo Guedes, que é “ZFMofóbico”, é no sentido de “zerar” o IPI no país. A ideia é excelente, desde que não afete a Zona Franca.

Suframa chama empresas

A informatização dos processos de acompanhamento de Projetos Industriais está avançando dentro da Suframa e, para atualizar os agentes do setor produtivo sobre os novos procedimentos, a autarquia está convocando representantes de empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) e profissionais de prestadoras de serviços de auditoria e consultoria para uma reunião na próxima segunda-feira (8), a partir das 16h (horário de Manaus), por videoconferência, no link https://bit.ly/3BwXdb3.

Picareta de olho na grana de professores

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) usou as redes sociais para denunciar que tem gente tentando enganar os professores que irão receber dinheiro do Fundef. Ele explicou que não é preciso pagar a ninguém para receber o recurso. Disse que o dinheiro vai ser repassado automaticamente pelo governo a quem de direito.

Concurso no interior

A Prefeitura de São Sebastião do Uatumã abriu Processo Seletivo para preenchimento de 42 vagas para o cargo de agente comunitário de saúde, nível médio. O salário base é de R$ 2.424,00, por 40 horas semanais. As inscrições vão de 8 a 12 de agosto e, estranhamente, só podem ser feitas de forma presencial, na sede da prefeitura.

Médicos inocentados

A juíza Careen Aguiar Fernandes, arquivou a investigação que tinha como alvo o casal de médicos Michele Chechter e Gustavo Maximiliano Dutra da Silva por uso de nebulização de hidroxicloroquina, no ano de 2021, quando uma paciente morreu de Covid-19. A magistrada considerou haver “falta de provas” e o Ministério Público concordou.

Adiamento no Cade

A conselheira do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) Lenisa Prado adiou o julgamento do processo que analisa a venda da Refinaria Isaac Sabbá (Reman). Lenisa é relatora do processo e adiou o caso para a próxima sessão, que deve ocorrer em 15 dias.

Vestibular na UEA

A Comissão Geral de Concursos da UEA lançará nesta quinta-feira (4), os editais do Vestibular 2022, acesso 2023, e do Sistema de Ingresso Seriado (SIS). Também serão divulgadas as datas de realização do certame, número de vagas, cursos e locais de provas. Mais informações, daqui a pouco, no ÚNICO.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.