Disputa de terras em Lábrea vai para a Justiça Federal

Fazenda Palotina foi invadida há mais de sete anos

Cerca de 200 famílias ocupam área reclamada por fazendeiro

Atendendo a uma solicitação da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), a Justiça Estadual determinou que o processo em que o fazendeiro Sidney Sanches Zamora pede a remoção de famílias da Fazenda Palotina, em Lábrea, seja encaminhado para a Justiça Federal.

O desembargador Airton Luís Corrêa Gentil, da Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM), deferiu o recurso da DPE-AM (Embargos de Declaração) contra decisão anterior que havia suspendido a remessa à Justiça Federal a pedido de Sidney Zamora.

Reintegração suspensa

Na sexta-feira passada (22), a pedido da DPE-AM, o desembargador Airton Gentil suspendeu a decisão de Primeira Instância que determinou a reintegração de posse da Fazenda Palotina.

Cerca de 200 famílias vulneráveis ocupam o terreno (batizado de Comunidade Marielle Franco), que fica localizado a mais de 100 quilômetros da sede de Lábrea. A ocupação data de mais de sete anos atrás.

O processo em que o fazendeiro Sidney Zamora pede a remoção das famílias começou em 2016, quando houve a primeira ordem de reintegração das terras.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *