Desemprego cai no Brasil e Amazonas acompanha curva

Desemprego cai no Brasil e Amazonas acompanha curva

Taxa nacional tem o menor índice no trimestre desde 2014

Amazonas possui 9,8 % de taxa de desocupação

Brasília (ÚNICO) – De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgada hoje (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desocupação no estado do Amazonas ficou em 9,8% no 1º trimestre de 2024, com crescimento de 1% em relação ao trimestre anterior de 2023. Comparado ao mesmo trimestre de 2023, a variação foi de -0,7%.

A queda acompanha a curva nacional, que, foi de 7,9% primeiro trimestre de 2024, uma queda de 0,9% na comparação com o mesmo trimestre de 2023 (8,8%). A taxa é a mais baixa da série histórica do primeiro trimestre em 10 anos – até então, o menor índice tinha sido registrado no primeiro trimestre de 2014, com 7,2%.
Pessoas com idade de trabalhar e na força de trabalho

No 1º trimestre de 2024, a população em idade de trabalhar, no Amazonas, era de 3 milhões 216 mil pessoas. Comparado ao trimestre anterior, foi uma redução de 11 mil pessoas, porém um aumento substancial de 74 mil pessoas quando considerado o mesmo trimestre do ano anterior.

Eram 1 milhão 930 mil pessoas na força de trabalho no 1º trimestre de 2024, entre ocupadas e desocupadas, uma redução de 34 mil pessoas em relação ao trimestre anterior.

Nível de ocupação

O nível de ocupação corresponde ao percentual de pessoas ocupadas na semana de referência em relação as pessoas em idade de trabalhar.

No 1º trimestre de 2024, o nível de ocupação da população no Amazonas ficou em 54,1%, uma redução de -1,4 p. p. em relação ao último trimestre de 2023. Se consideramos o mesmo trimestre de 2023, houve uma redução de 0,1 ponto percentual.

Taxa de desocupação no Amazonas

A taxa de desocupação, no Estado, ficou estimada em 9,8%, sendo 1,0 p. p. a mais que o trimestre anterior e -0,7 p. p. em relação ao registrado no mesmo trimestre de 2023. São 189 mil pessoas desocupadas neste primeiro trimestre de 2024 em todo o Estado.

A taxa de desocupação vinha caindo gradualmente desde 2021 no Amazonas, e estabilizou-se com pequenas variações a partir do último trimestre de 2022, atingindo seu menor patamar no 4º trimestre de 2023.
Ainda assim, comparado a outras Unidades da Federação, a taxa de desocupação local se mantém elevada, o que coloca o Estado na 9ª posição nacional.

Trabalhadores por conta própria e informalidade
No 1º trimestre de 2024, o número de trabalhadores por conta própria teve queda registrada tanto em relação ao trimestre anterior quando em relação ao mesmo trimestre de 2023: eram 537 mil neste início de 2024, uma redução de 9 mil pessoas quando consideramos o trimestre anterior, e 16 mil quando consideramos o mesmo trimestre de 2023. Tanto o número de trabalhadores por conta própria com CNPJ quanto sem CNPJ teve redução.

A taxa de informalidade apresentou leve redução, ficou em 53,3%, quando era 54,6% no 4º trimestre de 2023. Mesmo assim, o quantitativo de trabalhadores informais (928 mil) continua alto. Porém, a melhora do índice fez o estado cair da 3ª posição para a 5ª do ranking nacional. Neste trimestre, Piauí e Ceará superaram a taxa de informalidade do Amazonas.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *