Desembargadora Marinildes Costeira de Lima morre aos 82 anos

A magistrada estava internada em São Paulo

Ela foi a primeira mulher a presidir o Tribunal de Justiça do Amazonas

Faleceu em São Paulo na manhã deste sábado a desembargadora aposentada do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Marinildes Costeira de Mendonça Lima, aos 82 anos. As causas da morte não foram reveladas pela família, mas ela estava internada para tratamento em hospital paulistano.


Marinildes foi a primeira mulher a assumir a presidência do Poder Judiciário do Amazonas nos anos de 2002 a 2004. A magistrada também foi, em 1999, a vice-presidente do Poder Judiciário Estadual. De 2000 a 2002, Marinildes exerceu a titularidade da Corregedoria-Geral de Justiça do Amazonas. Foi a primeira juíza a exercer o cargo de corregedora do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas e ocupou, também, a vice-presidência e a presidência da Corte Eleitoral.


“Seu legado transcende o campo jurídico, sendo um exemplo de perseverança e excelência profissional. Sua contribuição para o fortalecimento do Poder Judiciário no estado é inestimável, e sua ausência será profundamente sentida por todos que compartilharam a honra de conhecê-la”, declarou o desembargador Jomar Fernandes.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *