Deputado Zé Ricardo repudia decisão do TST que prejudica motoristas e cobradores

O deputado federal Zé Ricardo (PT-AM) considerou “injusta” a decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) que permite ao motorista dirigir e cobrar a passagem de ônibus e faculta aos empresários manter ou não a função dos cobradores e cobradoras e disse que haverá reação contra a sentença, principalmente pela quantidade de desempregos e prejuízo social que ela causará. “Vamos questionar essa decisão e continuar lutando para melhorar o transporte coletivo, mas garantir os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras”, assegurou ele.
Na avaliação do parlamentar, as empresas vão dispensar os cobradores e isso não pode ser aceito de forma pacífica. “Isso significa milhares de pessoas desempregadas! A maioria mulheres, aumentando ainda mais a fome e a miséria na cidade, agravada com a pandemia deste ano”, apontou. Além disso, os motoristas que exercerem a função de cobrador, não irão receber nenhum abono ou salário diferenciado.
Zé Ricardo lembrou que as empresas do transporte coletivo de Manaus já receberam este ano mais de R$ 120 milhões em incentivos e subsídios públicos, sem cumprirem com as exigências impostas em lei municipal, de renovar e ampliar a frota de ônibus, para a melhoria do sistema. “Essa é uma situação injusta”, encerrou.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *