Deputado George Lins defende programa específico para o setor primário no Sul do Amazonas

Ele enviou requerimento ao governo pedindo desenvolvimento do setor

Parlamentar aponta pressão sobre produtores na questão ambiental

O deputado estadual Dr. George Lins (UB) destacou, nesta quinta-feira (6), requerimento de sua autoria que solicita a criação de um Programa de Regularização Ambiental específico para a região Sul do Estado e a revisão e ampliação do Zoneamento Ecológico-Econômico para a região.

Carência de políticas públicas

Segundo o deputado, o Sul do Amazonas possui um grande potencial econômico para atividades ligadas ao setor primário. No entanto, a região está há décadas enfrentando uma série de carências de acesso a políticas públicas essenciais para o seu desenvolvimento sustentável.


“Sabemos que o Sul do Amazonas tem se demonstrado uma região vocacionada para a produção de alimentos, notadamente pela disponibilidade de terras propícias para o desenvolvimento de atividades produtivas do setor primário. É necessário que essa região tenha um plano de regularização ambiental específico para que os agricultores e agropecuários possam se adequar à legislação ambiental vigente”, disse o parlamentar.

Zoneamento ecológico

Ainda de acordo com o deputado, é preciso avançar no zoneamento ecológico-econômico do Amazonas, especialmente no Sul do Estado, onde há uma grande pressão para que pecuaristas e agricultores atendam às questões ambientais.


“Precisamos revisar e ampliar o zoneamento ecológico-econômico também para os municípios do sul do Amazonas. O zoneamento é uma ferramenta que busca a organização e o planejamento territorial considerando aspectos ambientais e econômicos de cada região. Tudo isso para promover o desenvolvimento sustentável e a conservação dos recursos naturais”, disse.

Alinhamento

O deputado finalizou seu discurso reforçando que o requerimento está alinhado ao pleito da Associação Amazonense de Municípios (AAM) e da Federação da Agricultura e Pecuária do Amazonas (FAEA).


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *