Depois de Bolsonaro, Mourão também se nega a passar faixa a Lula

Ainda não está definido quem fará o gesto cerimonial

Lula estuda três alternativas para a transmissão

Brasília (ÚNICO) – O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, voltou a afirmar que não passará a faixa presidencial ao eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no lugar de Jair Bolsonaro, que se recusou a cumprir o gesto cerimonial e vai viajar para a Flórida, em janeiro. “Eu considero isso [o passamento da faixa presidencial] um dever e uma responsabilidade do presidente que sai”, disse Mourão.

Alternativas

Com as negativas de ambos, a equipe de Lula avalia três alternativas para a solenidade oficial. A primeira delas seria seguindo a hierarquia da Presidência da República, ou seja, que a faixa presidencial seja repassada ao presidente eleito por Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados, ou Rodrigo Pacheco (PSD-MG), presidente do Senado Federal. Pacheco aprova a ideia.
A segunda opção seria que um representante do cerimonial da Presidência da República transportasse o símbolo presidencial e o entregasse a Lula. E a terceira seria que a faixa presidencial fosse transportada por um grupo de pessoas que simbolizam as diversidades de raça e de gênero da população brasileira.


Um comentário

  1. Por que tem que colocar bolsonarista? Isto é perseguição e generaliza,não é moral e ético. É um bandido e pronto,sendo Lula,Bolsonaro,negro,branco,evangélico ou católico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *