Delegado da PF levou um soco por mulher que não conhecia

Agressor também não conhecia a jovem, mas queria ficar com ela

O delegado teve traumatismo craniano e está se recuperando

Alessandra Luppo
Da redação do ÚNICO

Os depoimentos prestados na Polícia Civil do Amazonas na noite de ontem revelam que a agressão ao delegado da PF, Ricardo Raposo, na madrugada de quinta-feira (30), aconteceu por causa de uma jovem que nenhum dos dois homens conhecia.

A moça – que não teve o nome revelado – prestou depoimento ontem à noite no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e contou que conheceu o delegado Ricardo Raposo no show. Eles começaram uma paquera e “ficaram”.

Mas, segundo ela, o delegado avisou que iria comprar bebidas, se afastou e não voltou mais.

Outro ficante

Sozinha na festa, a moça conheceu o vendedor Felipe Neves. E também “ficou” com ele. Segundo ela, o rapaz foi embora antes do fim do show.

Na saída, já na madrugada de quinta, a mulher se reencontrou com o delegado e eles combinaram uma “esticada” até mais tarde. Quando estavam saindo de mãos dadas da Arena, Felipe viu a cena, saiu de seu carro e deu um soco no rosto do delegado.

Com a agressão, Ricardo Raposo caiu e bateu a cabeça no meio-fio, resultando em traumatismo craniano.

Prisão em flagrante e preventiva

Os amigos do delegado da PF conseguiram fazer imagens do carro de Felipe e ele foi preso ainda na manhã de quinta, em um condomínio no Parque 10.

Na delegacia, Felipe disse que não conhecia Raposo e nem sabia que ele era delegado federal. Sua versão é de que agrediu o policial por ciúmes da moça com quem ele também teria ficado no show.

A prisão em flagrante de Felipe Neves já foi transformada em preventiva por tentativa de homicídio por motivo fútil. O delegado continua internado no Hospital João Lùcio, em recuperação.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *