Defensoria Pública pede substituição do termo Black Friday por “Semana promocional”

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) recomendou aos comerciantes que substituam o uso do termo “Black Friday” por “Semana Promocional”, para se referir à temporada de preços baixos que tradicionalmente ocorre em novembro. A medida visa o respeito às comunidades afrodescendentes.
A recomendação assinada pelos defensores públicos Christiano Pinheiro e Leonardo Aguiar foi direcionada à Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL) e à Associação Comercial do Amazonas (ACA). As entidades representativas têm cinco dias para responder à recomendação.
Para recomendar a medida ao comércio, os defensores consideraram que o possível contexto histórico do termo “Black Friday”, que em português significa “sexta-feira preta”, diz respeito à correlação entre produtos com descontos e o preto, como se a cor significasse algo com valor diminuído.
Os defensores também citam a diferença de contextos entre o Brasil e os Estados Unidos, onde a expressão “Black Friday” começou a ser usada para se referir ao período de descontos praticado anualmente no mês de novembro. “Nos Estados Unidos da América o termo Black Friday é utilizado um dia após o Dia de Ação de Graças, com uma representatividade comercial local, o que torna a utilização do termo fora de contexto no Brasil, com uma conotação de discriminação racial, ao dizer que o dia preto é promocional”, avaliam.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *