Dan Câmara diz que Nova Olinda é um barril de pólvora

Deputado realizou audiência pública no município sobre Segurança Pública

Ele propõe que as prefeituras tenham maior participação nas ações de Segurança

O deputado estadual Comandante Dan disse que Nova Olinda é “um barril de pólvora” e precisa de um policiamento qualificado e equipado para combater crimes. No município existem sete policiais militares e sete policiais civis.

Dan esteve nesta segunda-feira (4) em Nova Olinda, onde realizou uma audiência pública, com o objetivo de debater a ordem pública naquela localidade. O deputado é o presidente da Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa.

Distante 135 km em linha reta de Manaus, a cidade tem 38 mil habitantes e é estratégica para o turismo de pesca esportiva do tucunaré.

Garimpo e narcotráfico

Segundo o deputado, apesar das estatísticas da Secretaria de Segurança Pública apontarem um número pouco significativo de mortes violentas no município, há a presença expressiva de garimpo ilegal e narcotráfico ao longo do rio Abacaxis, principal rio da região, o que aumentam os riscos.

O cenário fica mais complexo pela presença de indígenas que habitam às margens daquela calha. Há registros policiais de investidas violentas de narcotraficantes contra as etnias presentes na região.

Em 2020, Nova Olinda foi sede do episódio conhecido como “Chacina do rio Abacaxis”, envolvendo agentes da segurança pública, que teriam realizado um massacre contra ribeirinhos.

Municipalizar a Segurança

O deputado avalia que é fundamental que haja a municipalização da segurança pública, conforme estabelece a Lei do Sistema Único de Segurança Pública e Defesa Social: “implantar o que preconiza a lei federal 13.675/ 2018 é fundamental para corrigir distorções administrativas e ainda qualifica o município a receber recursos para investimento na área”.

A audiência da Comissão de Segurança Pública recolheu informações e apelos dos cidadãos, que serão sistematizados em forma de “Carta de Nova Olinda”, a ser encaminhada às instituições responsáveis pela segurança pública em todas as esferas de poder.

“Mantemos o sigilo dos denunciantes e cidadãos que apresentarem queixas, para preservar a segurança deles; nossa missão é melhorar a sensação de segurança da população”.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *