CPI das Águas anuncia fim dos trabalhos com redução da taxa de esgoto

Quem não tem rede de esgoto vai ter a cobrança zerada

Presidente Caio André aponta “resultados concretos” no bolso do consumidor

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Águas encerrou os trabalhos e divulgou o relatório final das investigações sobre a empresa Águas de Manaus, informando que a partir de agora, os consumidores que não tiverem sistema de esgoto em suas ruas, não irão pagar mais a “taxa de esgoto”. Além disso, a empresa se comprometeu a reduzir em 25% a tarifa de esgoto, para quem tem este serviço, a partir do próximo mês de junho, por meio da assinatura de um Termo de Ajustamento de Gestão (TAG), até o ano de 2027, gradativamente, quando os valores voltam ao normal (100%)..

Beneficiados

Segundo o presidente da CPI, vereador Diego Afonso (União Brasil), a redução proposta para os próximos quatros anos vai gerar um impacto de R$ 125.280 mil, durante todo o período em que o TAG estará em vigor. “Nós decidimos um caminho com uma resposta prática e concreta no bolso dos consumidores mutuários da concessionária”, disse Afonso. “Mais de 85 mil famílias, aproximadamente 350 mil manauaras serão beneficiados com essa redução na tarifa de esgoto”, afirmou o presidente da CPI.

No bolso

Para o presidente da Câmara Municipal, vereador Caio André, a comissão atingiu resultados concretos para a população. “Eu penso que a CPI faz história. Acompanho a política desde 1996 e não vi nenhuma CPI, até o presente momento, trazer um resultado prático, concreto, como a CPI das Águas vai trazer no bolso do consumidor, no bolso de quem utiliza a concessão pública de água na cidade de Manaus. Isso para mim é o principal ganho”, afirmou.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *