fbpx

PRIMEIRA MÃO

Corregedor justifica porque tirou juiz amazonense das redes sociais

Lula começa mandato com aprovação de 55%

A pergunta do momento: o que fazer para dar sobrevida à Zona Franca de Manaus?

Roberto Cidade amplia conversas para definir a nova Mesa Diretora da Assembleia

Assaltantes tocam o terror nos ônibus de Manaus

Tribunal de Contas se despede do conselheiro Hyperion Peixoto

Samba de amigos invade a Bola da Suframa na noite de hoje

Por Claudio Barboza e Solange Elias, com editorias do Único

Corregedor investe contra juiz

O corregedor nacional de Justiça, Luis Felipe Salomão, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), foi quem determinou o bloqueio das contas do juiz amazonense Luís Carlos Valois nas redes sociais, nesta terça-feira (17). Valois disse não ter sido comunicado do motivo, mas posteriormente Salomão divulgou: militância político-partidária.

A decisão

O corregedor afirmou em sua decisão que “a conduta individual do magistrado com conteúdo político-partidário macula a confiança da sociedade em relação à credibilidade, à legitimidade e à respeitabilidade da atuação da Justiça, atingindo o próprio Estado de Direito que a Constituição objetiva resguardar” e se baseou no artigo 95 da Constituição Federal que veda a juízes “dedicar-se à atividade político-partidária” e em uma resolução do próprio CNJ que proíbe “manifestar-se em apoio ou crítica públicos a candidato, lideranças políticas ou partidos políticos”.

Internautas protestam

Internautas se manifestaram nas redes em protesto contra a decisão, que também foi notícia em sites nacionais, como Estadão, UOL e Metrópoles. Valois tem presença constante nas redes sociais, onde manifesta opiniões sobre diversos assuntos, como sistema de prisão no Brasil, política de combate às drogas e outros mais específicos como críticas à Polícia Militar nos atos antidemocráticos em Brasília e aos bolsonaristas que depredaram prédios públicos.

Expectativas sobre o governo Lula

O terceiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva começou com expectativas positivas por parte da população brasileira. O Ipec entrevistou 2 mil pessoas e 55% delas disseram acreditar que o petista fará um governo melhor do que Jair Bolsonaro. Para 14%, o atual governo deve ser igual ao anterior e para 25% o novo governo será pior que o anterior.

O que fazer pela Zona Franca

Não é de hoje que a Zona Franca de Manaus precisa mudar, a fim de ter uma sobrevida. Até hoje, no entanto, essa discussão tem andando muito devagar e o resultado é um estado quase permanente de tensão. Nesses primeiros dias de 2023, o governo federal sinaliza que vai tocar para valer a reforma tributária e isto terá reflexos diretos sobre o modelo Zona Franca.

Comitiva empresarial

Não é à toa que entidades representantes da indústria da ZFM – Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), o Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), a Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros) e a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) – pediram audiência com o ministro Geraldo Alckmin para o início de fevereiro. O pedido ainda não foi respondido.

Nova Mesa Diretora da Assembleia

O deputado Roberto Cidade tem amplo apoio dos seus colegas para se reeleger na presidência da Assembleia Legislativa do Amazonas. A eleição vai acontecer no dia 1º de fevereiro, na volta dos trabalhos legislativos. Antes do retorno ao plenário, Roberto Cidade intensifica as conversas para definir quem vai participar da Mesa Diretora, que também será eleita no dia 1º de fevereiro.

Assaltos nos ônibus

O número de assaltos em ônibus de Manaus, está se tornando uma rotina para uma parcela significativa da população. São inúmeras as denúncias que chegam ao ÚNICO cobrando uma ação efetiva de policiamento.

Conselheiro Hyperion falece

O Tribunal de Contas do Amazonas informou na noite de ontem (17), o falecimento do conselheiro aposentado Hyperion Peixoto de Azevedo. O presidente do TCE, Érico Desterro, lamentou a morte do colega destacando “seu fino trato com as pessoas e a rigidez com as finanças”. Hyperion foi presidente do Tribunal por três vezes.

Roda de samba

Hoje tem roda de samba entre amigos, no happy hour do “Botecaria”, localizado no Centro Cultural Povos da Amazônia (Bola da Suframa). O telecoteco começa a partir das 17h e tem cobrança de couvert artístico.

Compartilhe >
Facebook
Twitter
WhatsApp

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *