Contrato de gestão da Fundação Universitas com o CBA será de 4 anos

Documento vai ser assinado nesta terça pelo ministro Alckmin, em Manaus

Entidade gestora terá metas a cumprir neste período

Valéria Costa
Correspondente

Brasília (ÚNICO) – A partir desta terça-feira (25), o Centro de Bionegócios da Amazônia (CBA) passará a ser administrado pela Fundação Universitas de Estudos Amazônicos (FUEA), num contrato que terá duração de 4 anos, podendo ser renovado a critério do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC), órgão que vai supervisionar esta gestão.


O documento será assinado em solenidade em Manaus com a presença do ministro Geraldo Alckmin e do diretor-executivo da Fundação, Elias Moraes de Araújo.

Metas

A FUEA terá metas a cumprir neste período de contrato até 2027: captar R$ 120 milhões da iniciativa privada neste intervalo de 4 anos; gerar R$ 6 milhões de receitas com a comercialização de produtos, processos e serviços; aplicação de um percentual mínimo de recursos em atividades, processos e projetos finalísticos em índices crescentes até atingir 40% no último ano.

Projetos

Além disso, a Fundação tem meta de números de projetos desenvolvidos, que começa com 5 em 2024 e chega a 30, em 2027; quantidade de usuários líderes de pesquisa em laboratórios, de 45 em 2024 até 60 em 2027; e número de registros de ativos de patentes de 2 em 2024 até 10, em 2027.


A Fundação Universitas vai receber, como fonte de recurso, repasses mensais do MDIC no valor de R$ 11.993.093,095 previstos em contrato.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *