transferir
A importância das hidrovias

Por: Michele Lins Aracaty e Silva

Economista, Doutora em Desenvolvimento Regional, Docente do Departamento de Economia da UFAM, ex-vice-presidente do CORECON-AM.

Consumo sustentável e consciente

Zero,Waste,net,Zero,Concept.,Carbon,Neutral.,Climate,Neutral,Long,Term

Consumo sustentável é o ato de consumir com impacto reduzido, de forma diferente, sem excessos evitando ao máximo o desperdício para que haja o suficiente para suprir a demanda dos demais indivíduos. Além disso, contribui para a preservação do meio ambiente e ajuda a equilibrar as finanças pessoais.

O ano de 2022 é considerado o marco do consumo sustentável no Brasil. Neste ano registrou-se um aumento de 123% no quantitativo de brasileiros que se declararam consumidores de produtos sustentáveis e preocupados com o impacto do seu consumo sobre o meio ambiente.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente: o consumo sustentável é aquele que leva em conta, ao escolher os produtos ou serviços: o meio ambiente, a saúde humana, animal, relações justas de trabalho, além de questões como preços e marcas.

            A prática realizada pelo consumidor no ato do seu consumo baseia-se em seis pilares ou perguntas: por que comprar? o que comprar? como comprar? de quem comprar? como usar e como descartar? (Instituto Akatu).

            O consumidor consciente é um indivíduo que decide e entende que o ato de consumir um produto ou serviço faz parte de um contexto que envolve uma cadeia que tem o início na origem com a matéria-prima, passando pela produção, seguindo pelo uso e finalizando com o descarte correto ou um ciclo infinito de consumo.

O Instituto Akatu dispõe de algumas dicas para a prática do consumo consciente: I – Planeje suas compras; II – avalie os impactos do seu consumo; III – consuma apenas o necessário; IV – Reutilize produtos e embalagens; V – separe o seu lixo; VI – Use crédito conscientemente; VII – conheça e valorize as práticas de responsabilidade social das empresas; VIII – não compre produtos piratas ou contrabandeados; IX – contribua para a melhoria de produtos e serviços  e X – divulgue o consumo consciente; XI- cobre dos políticos e XII – reflita sobre os seus valores.

Quais as vantagens ou ganhos de se tornar um consumidor consciente? adquirir um orçamento saudável; diminuir gastos por impulso; evitar o acúmulo de produtos desnecessários em casa; menor impacto negativo socioambiental; apoiar empresas a serem mais responsáveis e saudáveis; participar de uma corrente na formação de produtos e serviços sustentáveis; apoiar a economia sustentável; diminuir a quantidade de lixo no planeta; aprender a reutilizar produtos e colaborar para frear o aquecimento global.

Por fim, o consumo consciente acarreta ganhos individuais e coletivos pois oportuniza o exercício da cidadania fazendo a diferença na sociedade em que se vive e serve de exemplo para as futuras gerações.

MICHELE LINS ARACATY E SILVA, Economista, Doutora em Desenvolvimento Regional, Docente do Departamento de Economia da UFAM, ex-vice-presidente do CORECON-AM.


Qual sua Opinião?

Confira Também