Conselho Nacional suspende contas de juiz do Amazonas nas redes sociais

O próprio magistrado divulgou o fato, antes do bloqueio

Ele diz que ainda não sabe o motivo e aguarda a intimação

O juiz titular da Vara de Execuções Penais do Tribunal de Justiça do Amazonas, Luís Carlos Valois, teve suas contas do Instagram, do Twitter e do Facebook, suspensas pelo Conselho Nacional de Justiça. Ele já foi bloqueado no Twitter e aguarda o bloqueio nas outras duas redes sociais.
O próprio magistrado revelou a sanção em seu Instagram, mas disse não saber o motivo da censura. “Pessoal, essa deve ser a minha última postagem nas redes sociais. O CNJ determinou o bloqueio de todas as minhas contas no Facebook, Instagram e Twitter. Somente o Twitter bloqueou, mas em breve as demais devem ser também. Não sei o motivo ainda, não fui intimado, mas até em respeito à decisão do CNJ não me manifestarei nas redes mesmo com a conta ainda não bloqueada. Vocês não verão da minha parte nenhuma queixa ou acusação de pessoas, se institucionalmente eu errei, que isso seja resolvido de forma justa. Agradeço a todos que estão se manifestando, obrigado!“, postou ele.

Ativista virtual

Valois tem sido um magistrado muito presente nas redes sociais – principalmente Insta e Twitter – comentando assuntos diversos e, ultimamente, tem se destacado em suas postagens acerca do vandalismo e tentativa de golpe em Brasília (no dia 8 de janeiro). Ele reúne milhares de seguidores em seus perfis.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *