Cuidados com pets no inverno amazônico

M.V. Ana Carolina Cunha
@animalcare.reabilitação

Ah o inverno Amazônico, aquele momento que todo manauara espera animado por diminuir a sensação do calorzão, que passamos a maior parte do ano, substituído por dias mais úmidos e chuvosos. Como estamos a passar por essa época, decidimos trazer os cuidados que nossos pets precisam nessas épocas sempre pensando no bem-estar e saúde dos animais.


Primeiro, é importante saber que eles sentem a variação do clima podem influenciar a saúde dos nossos animais podendo manifestar sintomas relacionado a fatores como temperatura, umidade, padrão dos ventos podem influir sobre alergias, sistema imune e respiratório, como: espirro, tosse, sinusite, rinite, bronquite, asma, artrite e até mesmo patologias relacionadas a vetores como carrapatos, pulgas e carapanãs.

Medidas preventivas importantes

Segundo ponto essencial, adotar medidas preventivas para manter a saúde durante o inverno, principalmente para preservar a boa saúde, por exemplo:

  • Manter a vacinação em dia, principalmente porque o curso de doenças virais pode ser bem debilitante e até fatais, o custo do tratamento e do sofrimento para o seu pet é bem caro quando comparados aos cuidados em evitar essas doenças;
  • Proporcionar abrigo e proteção das chuvas e do frio, além da clara necessidade de proteção as intemperes, devemos destacar os cuidados aqueles animais que têm medo de chuva, ventos e trovões que merecem atenção que podem variar desde resguardá-los em um local tranquilo longe desses fatores estressores como a necessidade de medicação para acalmar e minimizar os medos ligados aos efeitos atmosféricos;
  • Disponibilizar alimentação de qualidade superior, suplementação mineral e com antioxidantes naturais, minerais, por exemplo: Ômega-3, vitamina C, E e minerais como Zinco e magnésio;
  • Visitar regularmente o veterinário para monitorar a saúde dos seus pets e tratar o mais precocemente quando as doenças.
  • Manter uma rotina saudável de atividades físicas, que favorecem melhora do funcionamento do organismo assim como prevenir e tratar doenças cardiovasculares, locomotor, neurológico, endócrinas, além de prolongar a vida dos pets e proporcionar qualidade de vida.

Riscos que exigem atenção especial

Por fim, é interessante atentar aos riscos de nossos pets adquirirem infestações por carrapatos e pulgas. Esses parasitas reproduzem consideravelmente nesses meses mais chuvosos. Nesse aspecto não tem segredo:

  • Medicações para controle de ectoparasitas são primordiais aos cães e gatos que não desejam ser infestados por pulgas, ácaros e carrapatos, essas medidas preventivas apresentam as mais diversas apresentações (comprimidos, soluções de aplicação no dorso, spray…) então é importante conhecer corretamente as suas necessidades e os desafios que os pets enfrentam para então definir o produto que melhor atende os seus animais;
  • Ao retornar do passeio com os cães é essencial inspecionar a pele e os pelos para verificar se não trouxe um convidado indesejável, e removê-los o quanto antes.
    Como o cuidado morreu de velho, venho enfatizar “As visitas regulares ao veterinário” que não apenas servem para monitorar e preservar a saúde dos pets, como para tratar o mais precocemente quando eles adoecem minimizando o sofrimento e os custos dos cuidados curativos.

ATENÇÃO: Todos os sinais clínicos de doenças ou alterações na saúde que os animais apresentem devem ser investigados e tratados por profissionais médicos veterinários para conduzir o tratamento adequado, lembrando que isso é um dever de todo tutor (pai e mãe) de pet responsável.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *