carlos-santiago-artigo-768x741
Bolsonaro comprovou os valores e práticas da democracia do Brasil

Por: Carlos Santiago

Sociólogo, Analista Político, Advogado e Membro da Academia de Letras e Culturas da Amazônia – Alcama.

Como ficam os outros no projeto político de David Almeida?

Prefeito-David-Almeida-768x512-1

Em busca de se tornar a maior liderança política do Amazonas, o prefeito David Almeida quer o máximo de apoio político para conquistar a sua reeleição. Ele não está errado, mas isso é possível?

David Almeida sonha em voltar a governar o Amazonas. Agora, pela via do voto popular. Já comandou interinamente o Executivo estadual. A sua reeleição para prefeitura de Manaus pode contribuir para alcançar esse objetivo. Embora, na história política do Amazonas nem todo prefeito de Manaus chegou ao governo estadual. Manoel Ribeiro, Serafim Corrêa e Arthur Neto, são exemplos.

O prefeito da capital não esconde a sua reaproximação política com Eduardo Braga, senador do MDB/AM. David criou uma secretaria de habilitação e nomeou um aliado do senador para comandar o programa habitacional do município. Braga e David andam juntos em confraternizações e em lançamentos de programas da administração local.

Eduardo Braga pode contribuir com o plano de poder do prefeito. O MDB, de Braga, tem tempo de televisão e de rádio, além de recursos públicos para bancar campanhas eleitorais. O senador é, ainda, um campeão de liberação de emendas parlamentares destinadas aos municípios e possui um eleitoral cativo na cidade de Manaus e no Estado.

A reaproximação de David com Omar Aziz não é diferente. Omar já recebeu apoio de David Almeida para a sua reeleição ao Senado Federal nas eleições de 2024. O prefeito tem afirmado que conta com Omar para a sua reeleição. Omar, também chefia o PSD no Amazonas, uma sigla com um bom tempo de televisão e de rádio, e com enorme recurso para bancar campanhas eleitorais.

Omar tem figurado ao lado de Almeida em inauguração de obras realizadas pelo Poder Executivo Municipal. O senador do PSD tem forte influência dentro do governo federal e detém força política para liberar emendas parlamentares. Ele tem fama de não negar ajuda aos amigos.

O apoio de Wilson Lima é buscado por David. Recentemente, ele disse que o vice-prefeito de sua chapa pode ser uma indicação de Wilson Lima. Basta o governador aceitar o acordo de sua reeleição. Lima tem um partido forte, apoiadores bem articulados, controla uma máquina pública poderosa e, ainda, possui uma aceitação popular na cidade de Manaus bastante significativa.

David quer ir além da polaridade nacional, pois depois de declarar apoio à reeleição de Bolsonaro, o prefeito tem feito elogios ao governo Lula e tem recebido apoio do governo federal para realizar obras. Mas não deixou distante de sua atuação política os partidários de Jair Bolsonaro, como Pauderney Avelino e o deputado Alberto Neto.

Chegou, inclusive, a nomear o irmão do presidente do PL do Amazonas para a administração municipal. Nem o filho do ex-prefeito Arthur escapou dos laços de David.

O vice-governador do Amazonas, um indicado de Almeida, já é um correligionário do prefeito e pode assumir o governo temporariamente com o objetivo de facilitar uma possível ida de David para o governo do Estado.

Há também várias lideranças religiosas, lideranças comunitárias, blogs e portais de notícias, empresários e grupos de jovens que possuem boas relações com David Almeida e com a administração municipal. Essas movimentações do prefeito para conquistar apoiadores não estão erradas. São partes do jogo político numa democracia.

No entanto, ficam algumas perguntas: nessa estratégia de conquista de poder do David Almeida o que sobra para o Eduardo Braga? Para o Omar Aziz? Para o Wilson Lima? Para Tadeu de Souza? Para o presidente Lula? E para os bolsonaristas?

Por isso, o desafio do prefeito para conquistar a reeleição e o posto de maior liderança política do Amazonas é enorme.


Qual sua Opinião?

Confira Também