Comissão tripartite do meio ambiente do Amazonas faz primeira reunião

Colegiado reúne representantes da União, Estado e municípios

Primeira pauta é a seca severa que pode acontecer neste ano

Alessandra Luppo
Da redação do ÚNICO

A Comissão Tripartite Estadual do Amazonas, que foi criada para discutir questões ambientais e promover a gestão ambiental compartilhada, fez sua primeira reunião nesta semana, colocando a possibilidade de seca severa deste ano em discussão.

A comissão foi estabelecida pelo Ministério do Meio Ambiente e das Mudanças Climáticas e é formada pelas três esferas administrativas – União, Estado e Municípios.

Composição

No Amazonas, a Comissão Tripartite tem como representantes da União, servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Representantes do Estado são servidores da Secretaria Estadual de Meio Ambiente do Amazonas (SEMA) e do Instituto de Proteção Ambiental do Estado do Amazonas (IPAAM).

E os representantes de Manaus são funcionários da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Mudanças do Clima e da Associação Nacional dos Municípios e Meio Ambiente (ANAMMA).

Prevenção à estiagem

Segundo o superintendente do Ibama, Joel Silva, a primeira reunião, realizada na sede do órgão, teve como objetivo a elaboração de uma minuta do Regimento Interno da Comissão, que será aprovada na próxima reunião, agendada para o dia 29 de maio.

E também foram iniciadas as discussões em torno das ações preventivas para a possível seca recorde que pode acontecer neste ano, no Amazonas – repetindo a de 2023. Cada representante apontou as iniciativas administrativas que estão sendo adotadas para prevenção da seca

Com informações da Comissão Tripartite


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *