Começam as obras das esculturas gigantes do Parque Amazonino

Prefeito assinou a ordem de serviço para início dos trabalhos

Objetivo é mudar o eixo turístico para outros pontos da capital

As esculturas gigantescas previstas no projeto do Parque Amazonino Mendes – que começou como Parque dos Gigantes – da Prefeitura de Manaus, já vão começar a ser construídas. A garantia é do prefeito David Almeida que assinou a ordem de serviço para o início das obras, que atualmente se encontram na fase de construção de quiosques, quadras de esportes e espaços coletivos. A obra está orçada em R$ 35 milhões, com prazo de entrega da primeira etapa para outubro deste ano e a segunda etapa em abril de 2024.


O Parque Amazonino Mendes está localizado entre as avenidas Isaías Vieiralves e Olívia de Menezes Vieiralves, na divisa entre os bairros Novo Aleixo e Tancredo Neves e também no limite entre as zonas Norte e Leste da capital.

O parque.

Rossy Amoedo, David Almeida e Carlos Valente na assinatura da ordem de serviço para o início da obra (Foto: Divulgação/PMM)

Com uma área cenográfica de aproximadamente 25 mil metros quadrados, o parque vai ter esculturas gigantes de araras, papagaios, árvore temática, arbustos; outro cenário para representar os insetos, com abelhas, libélulas, centopeias, aranha e flores; o parque dos macacos, com os animais de cabeça preta, o macaco-guariba e o famoso macaco-prego; e um outro temático para os anfíbios, com iguanas, jacaré, ovos, cobras e lagartos.
Outro cenário será de área molhada, com cabeças de jacaré e peixes, como tucunaré e pirarucu, sapos, tartarugas, arraias e a vitória-régia, com alturas que variam de 3 a 8 metros.
A partir desta quinta-feira (27) a empresa vencedora começa a executar os trabalhos da parte artística e da parte cênica que são os brinquedos, informou o diretor-presidente do Implurb, Carlos Valente.

Cenários interativos

Fontes iluminadas também serão construídas no parque temático (Foto: Divulgação/PMM)

“Hoje essa área ganha um presente muito grande para as famílias, para as crianças que vão poder participar, desenvolver e sonhar com essa floresta”, completou o empresário e artista plástico, Rossy Amôedo, vencedor da licitação para construção do cenário gigante.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *