Cineteatro apresenta quatro filmes espanhois de graça a partir de hoje

Obras são premiadas em diversos festivais europeus

Entrada é gratuita, mas tem classificação diferenciada para cada filme

A Mostra de Cinema Espanhol Contemporâneo começa nesta terça-feira (18) e segue até o próximo dia 21, sempre às 18h30, no Cineteatro Guarany, na avenida Sete de Setembro, anexo ao Palácio Rio Negro. Durante os quatro dias, serão apresentados filmes premiados em diversas categorias de festivais internacionais de cinema, com o objetivo de revelar a diversidade cultural e linguística da Espanha e suas diferentes comunidades autônomas.

Parceria

A Mostra de Cinema Espanhol Contemporâneo em Manaus é uma parceria da Embaixada da Espanha com o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Veja a programação completa

Terça-feira (18)

Estreia com o filme “Campeões (Campeones)” de Javier Fesser. O principal gênero é a comédia, e a obra possui 124 minutos de duração. O longa conta a história de Marco, um treinador profissional de basquete que se encontra um dia em meio a uma crise pessoal, treinando um time formado por pessoas com deficiência intelectual. A classificação é livre para todos os públicos.

Quarta-feira (19)

A obra apresentada será “O Que Arde (Lo Que Arde)”, do diretor Óliver Laxe. O protagonista é Amador, um notório incendiário galego que, depois de sair da prisão, vive uma vida tranquila na pequena vila onde nasceu, até que tem o seu cotidiano interrompido quando um incêndio em uma floresta próxima devasta a região. O filme, de 2019, possui duração de 85 minutos. Se encaixando dentro do gênero drama, o longa não é recomendado para menores de 14 anos.

Quinta-feira (20)

Duas obras em um mesmo dia, ambas do gênero documentário. Com 75 minutos de duração, “Generación: Buñuel Lorca Y Dalí” traça a trajetória do trio de ouro da cultura espanhola do século 20, Luis Buñuel, Federico García Lorca e Salvador Dalí, como nunca antes vista.
Já o documentário “Terra de Pandeiretas”, tem duração de 18 minutos e mostra a riqueza da música e da tradição cultural do nordeste espanhol, trazendo ao espectador a musicalidade e oralidade passada de geração em geração, tendo as mulheres como elo principal. Ambos os documentários possuem classificação livre.

Sexta-feira (21)

Encerrando a programação, o cineteatro receberá o filme “Yuli”, sob direção de Icíar Bollaín. Yuli é um talentoso dançarino que, apesar da pressão vinda da família, não quer ser bailarino. Forçado a ter aulas com um professor empenhado em fazer dele um grande artista, Yuli começa a fazer história na cidade onde mora, e logo se vê obrigado a tomar uma difícil decisão.
A obra mescla no enredo temáticas dos gêneros drama e biografia. A duração do longa é de 115 minutos, e a classificação indicativa é para maiores de 12 anos de idade.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *