Chuva deixa Boca do Acre em situação de emergência

Alagamentos em várias partes da cidade

Confira imagens da falta de estrutura no município

Casas inundadas, desmoronamentos e ruas sem condições de uso, é a realidade que moradores de Boca do Acre viveram em consequência de uma chuva e da falta de estrutura do município.
Localizada a 950 km de Manaus, Boca do Acre enfrentou uma situação crítica no dia 3 de janeiro, devido a chuvas que que causaram alagamentos em diversas áreas do município, afetando centenas de famílias.
A chuva começou no final da tarde e se intensificou durante a
madrugada, deixando muitas casas inundadas e ruas intransitáveis.

A História de Boca do Acre

Boca do Acre é uma cidade histórica, que foi um grande polo seringalista nos tempos áureos da borracha. A cidade foi construída às margens do rio Purus, onde se encontra com o rio Acre, e por isso está sujeita a enchentes periódicas.
Para evitar esse problema, foi criado o bairro do Piquiá, mais conhecido como Cidade Alta, onde não há risco de alagamento pelo rio. No entanto, nem mesmo os moradores da Cidade Alta estão livres das águas das chuvas, que invadem as casas por falta de esgoto, bueiros e drenagem adequados.

Moradores reclamam da prefeitura

Os moradores reclamam da falta de ação do poder público, que não investe na infraestrutura da cidade e não realiza obras de prevenção e melhoria.
Afirmam que as chuvas não são atípicas, pois normalmente ocorrem temporais e o alagamento, segundo afirmam é consequência do descaso e da negligência das gestões passadas e principalmente a gestão municipal atual, do prefeito Zeca Cruz.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *