fbpx

Chacina do Compaj começa a ser julgada mais uma vez na segunda-feira

Esta é a quinta tentativa de encerrar o processo com a sentença dos réus

O fato aconteceu há 20 anos, quando 13 pessoas foram mortas em rebelião

A 2.ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus vai começar, na próxima segunda-feira (26), o julgamento de três réus apontados de envolvimento em evento que ficou conhecido como a “Chacina do Compaj”, no ano de 2002, quando presos tomaram o Complexo Penitenciário (Compaj) por cerca de 13 horas em maio daquele ano, assassinando 12 presos e um agente penitenciário. A rebelião teria sido motivada pela morte do detento André Luiz Pereira de Oliveira.
Os réus são Gelson Lima Carnaúba, Marcos Paulo da Cruz e Francisco Álvaro Pereira.
O processo já foi levado a julgamento no dia 4 de abril de 2013, quando o réu Gelson Lima Carnaúba foi condenado a 191 anos de prisão em regime fechado. Na época, a defesa recorreu alegando principalmente a quebra da incomunicabilidade dos jurados e a sentença foi anulada em segunda instância.

Quinta tentativa

Com isso foi determinada a realização de uma nova Sessão de Julgamento. Desde essa anulação, o Judiciário amazonense já tentou realizar o novo julgamento – esta será a quinta tentativa.
Entre os motivos dos adiamentos estão pedidos das partes requerendo novas diligências. Carnaúba participará por meio virtual. Os demais réus, presencialmente.
O Julgamento está previsto para começar às 9h, no Fórum de Justiça Ministro Henoch Reis.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.