Campanha vai alertar para os riscos dos papagaios para a vida e a rede elétrica

Amazonas Energia vai às escolas conscientizar alunos sobre os perigos da brincadeira

Uso de varas de metal pode causar curto-circuito na rede elétrica

Uma brincadeira antiga e barata que chega junto com o verão no Amazonas é aquela de empinar papagaios de papel. Mas, em muitos casos, a atividade de lazer pode causar problemas para pessoas e, também para a rede elétrica da cidade. No Amazonas, por exemplo, a concessionária Amazonas Energia registrou, de abril de 2022 a março de 2023, cerca de 2 mil ocorrências na rede elétrica em decorrência de papagaios de papel.

Campanha educacional

Para evitar acidentes que, inclusive, podem ser fatais, a concessionária planeja realizar campanha educacional nas escolas de Manaus. A ideia é mapear a cidade por registro de ocorrências de danos à rede elétrica acometida pela brincadeira. Serão montadas equipes para conscientizar os alunos, de forma lúdica. Munidas de uma cartilha ilustrada irão explicar a ameaça dos papagaios.

Linhas chilenas

Os brinquedos feitos com papel de seda e talas de madeira também usam o famoso “cerol”, cola misturada com pó de vidro, que causa grandes prejuízos nos fios e ferimentos em quem é atingido. Além do cerol, agora os papagaios estão sendo comercializados com a chamada “linhas chilenas”, que têm potencial de dano ainda maior do que o cerol. Essas linhas modernas são confeccionadas com algodão, óxido de alumínio e pó de quartzo, o que torna o item ainda mais cortante. Tem a capacidade de cortar até para-choque de carro.

Projeto educacional

“Estamos estudando uma ação futura nas escolas com a confecção de cartilhas, panfletos para mostrar, às crianças e aos jovens, os riscos para a população e, também, para eles mesmos de empinar pipas próximo à rede elétrica. Muitos andam correndo pelas ruas com varas de madeira e metal para desenroscar da rede de energia os papagaios que ficam presos nos cabos. Esse ato pode ocasionar curto-circuito, interrompendo o fornecimento de energia ou ainda causar o rompimento de cabos. Também pode provocar lesões sérias e até a morte. Conscientizado os filhos, chegaremos aos pais”, explica Gilmara Pereira, engenheira de manutenção da Amazonas Energia.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *