fbpx

Bolsonaro troca comando da Secretaria que coordena a Zona Franca

A administradora Daniella Consentino assume a vaga de Carlos da Costa

Empresariado vê com reservas a nomeação do “braço direito” de Guedes

O ministro Paulo Guedes, trocou o comando da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec) – órgão do Ministério da Economia ao qual a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) presta contas – substituindo o economista Carlos da Costa. Quem vai assumir é a administradora Daniella Marques Consentino, vista como “braço direito” e até “cão de guarda” do ministro, estando alinhada com suas iniciativas que podem gerar prejuízos ou enfraquecimento da Zona Franca de Manaus.
A portaria da substituição, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, foi publicada ontem no Diário Oficial da União e indica também que o ex-titular da Sepec vai assumir o recém-criado cargo de adido do Ministério da Economia em Washington.
Para o lugar de Daniella, Guedes remanejou o atual secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida.

Reserva do empresariado

Daniella Consentino é formada em administração pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro e tem MBA em Finanças pelo Ibmec. No meio empresarial da Zona Franca de Manaus ela é vista com reservas, uma vez que segue a cartilha do ministro Paulo Guedes, que não aceita os benefícios fiscais concedidos às empresas instaladas no Polo Industrial de Manaus.

A Sepec

A Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade é responsável por programas de qualificação profissional e pela elaboração de políticas que melhorem a produtividade da economia.
Daniella Marques Consentino, chefe da Assessoria Especial de Assuntos Estratégicos do ministro da Economia, Paulo Guedes, será a nova chefe da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.