fbpx

Bolsonaro diz que eleição de 2018 foi fraudada

Em meio à maior crise econômica mundial desde 2008, e diante de praticamente uma pandemia de cobid-19, o novo coronavirus, o presidente Jair Bolsonaro, sem partido, lançou mais uma polêmica: disse que tem é que vai apresentar em breve provas de que a eleição de 2018 foi fraudada.

✅ Presidente sustenta que tem provas de que venceu a eleição em primeiro turno

Em meio à maior crise econômica mundial desde 2008, e diante de praticamente uma pandemia de cobid-19, o novo coronavirus, o presidente Jair Bolsonaro, sem partido, lançou mais uma polêmica: disse que tem é que vai apresentar em breve provas de que a eleição de 2018 foi fraudada. Que foi eleito em primeiro turno e que fraude na urna eletrônica o levaram a disputar o segundo turno com Fernando Haddad (PT).

✅ Riscos Brasil

Se conseguir provar, será o maior escândalo da recente democracia brasileira. Se for blefe, Bolsonaro pode sofrer processo de impeachment. A possibilidade de fraude também coloca em cheque a vitória de governadores, senadores e deputados federais.

✅ Mais uma pesquisa

O Instituto Pontual fechou mais uma pesquisa na segunda-feira (9) e vai divulgar o resultado na próxima sexta-feira. Os números vão confirmar crescimento de Amazonino, queda de José Ricardo e estabilidade de Davi Almeida.

✅ Filiação de Amazonino

O ex-governador Amazonino Mendes, que lidera isolado as pesquisas para a Prefeitura de Manaus, revelou a amigos que não tem pressa para definir a que partido vai se filiar. Disse que tem convites de seis partidos e que na hora certa tomará a decisão. Ele tem até o dia 4 de abril para decidir.

✅ Contrato polêmico com a FGV

O governo do Amazonas vai pagar R$ 6,2 milhões à Fundação Getúlio Vargas (FGV) por uma consultoria para “melhoria da qualidade do gasto com despesa de pessoal da administração direta e indireta, ativos e inativos”. O contrato, sem licitação, foi assinado pela Casa Civil do Estado no dia 28 de fevereiro e publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) da quarta-feira, dia 4 de março.

✅ É irresponsável, diz Wilker

O deputado Wilker Barreto (Podemos) sustenta que o contrato “é afrontoso, vergonhoso e irresponsável”. Wilker alega que o trabalho poderia ser feito por servidores do próprio governo sem esse custo adicional milionário para o Estado. O Governo alega que o custo-benefício justifica porque pode render uma economia de 200 milhões por ano na folha de pessoal.

✅ Março Lilás

O prefeito Arthur Neto lançou o programa “Março Lilás”, cujo objetivo é desenvolver uma intensa programação destinada à mulher. As unidades de saúde municipal vão reforçar o atendimento ao público feminino, principalmente com a realização de exames preventivos.

✅ Saullo Vianna de olho no PTB

O deputado estadual Saulo Vianna, que foi recentemente expulso do Cidadania, deve ir para o PTB, que está sob o comando do grupo do governador Wilson Lima. Com isso, ficaria apto a disputar a Prefeitura de Parintins.

✅ Fichas sujas

O Ministério Público do Amazonas prorrogou por mais um ano as investigações para apurar o desempenho de cargos e funções públicas por pessoas consideradas inelegíveis pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), com fundamento na Lei da Ficha Limpa nos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. A Portaria de Prorrogação 002.2020.57 foi assinada pelo promotor de Justiça Titular da 57ª Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania, Antônio José Mancilha.

⚠ LINHA DIRETA

🚨 A Orquestra de Violões do Amazonas estará no Teatro Amazonas na quarta-feira, (11), a partir das 20h, para apresentar o concerto “Ovam Mix”.Entrada gratuita.

🚨 O Manaus Futebol Clube protocolou, um ofício junto à Federação Amazonense de Futebol, em que solicita a realização das suas partidas como mandante pela Série C do Campeonato Brasileiro aos sábados, às 16h (horário local), na Arena da Amazônia.

🚨O Sesc AM realiza, até o dia 31 deste mês, a exposição “Alimentação Saudável” na Sala de Ciências que fica no Sesc Balneário (Av. Constantinopla, 228, Alvorada). A visitação é gratuita e ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h e das 13h às 17h. * Bolsonaro diz que eleição de 2018 foi fraudada

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.