Bailarina amazonense será Yanomami na Salgueiro

Cleia Santos vai desfilar no Rio de Janeiro representando indígenas

Ela é profissional do Corpo de Dança do Amazonas

A bailarina amazonense Cleia Santos vai representar os povos Yanomami, no Carnaval do Rio de Janeiro, desfilando na comissão de frente da escola de samba Acadêmicos do Salgueiro, que leva para a Marquês de Sapucaí o enredo “Hutukara”, exaltando o povo indígena.

“Eu me sinto representando todos os povos indígenas na avenida e é de uma responsabilidade e uma força muito grande. Acho que isso se dá pelas questões que eu vivo. Eu tenho sangue indígena, que é muito latente na minha vida. A gente vai fazer um trabalho incrível e será um desfile muito potente e representativo”, disse ela.

Em defesa da Amazônia

A agremiação salgueirense pretende levantar a bandeira pela defesa da Amazônia. A escola de samba denuncia problemas como saúde pública, garimpo, desnutrição e malária, que ainda persistem na terra indígena Yanomami, apesar das medidas de ajuda ao longo do último ano.

Bruno e Dom

Com direito a estátua na penúltima alegoria, o indigenista Bruno Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips, mortos em junho de 2022, nas proximidades do município de Atalaia do Norte, no Amazonas, serão lembrados pela Acadêmicos do Salgueiro.

A ministra dos Povos Indígenas, Sônia Guajajara, e outras lideranças indígenas, também participarão do desfile da vermelha e branca.

O desfile na Sapucaí acontece nos dias 11 e 12 de fevereiro.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *