Autoridades da Venezuela falam sobre a morte de Julieta

Ministro pede “punição exemplar” para assassinos

O corpo da artista será velado em Porto Ordaz

Fábio Rodrigues
Especial para o ÚNICO

Brasília (ÚNICO) – O ministro do Poder Popular para a Cultura da Venezuela, Ernesto Villegas, repudiou em nota oficial o feminicídio cometido contra a artista Julieta Hernández, no município de Presidente Figueiredo, no Amazonas.

Na nota, Villegas cita também o reconhecimento ao governo brasileiro e às autoridades do Amazonas, por sua colaboração na repatriação dos restos mortais da artista e na atenção aos seus familiares.

Punição exemplar

Villegas pediu “punição exemplar” aos autores do assassinato e disse que “Julieta foi uma verdadeira embaixadora da paz em Nossa América. No Brasil, ela desenvolveu intensos contatos com movimentos sociais (…), mantendo sempre em alta a sua pregação feminista, o seu amor pela infância, pelos animais, pelo direito ao sorriso e pela Venezuela Bolivariana”.

Manifestações e velório

No Brasil, estão previstas manifestações para a próxima sexta-feira (12), mesmo dia em que acontecerá o velório de Julieta, na cidade de Puerto Ordaz, estado Bolívar, no nordeste da Venezuela, para onde a palhaça se dirigia para reencontrar a mãe.

Relembre o caso

Julieta Hernandez era artista nômade e pedalava pelo Brasil desde 2015. No dia 23 de dezembro passada foi assassinada por Thiago Agles da Silva e Deliomara dos Anjos Santos, no município de Presidente Figueiredo. Os dois estão presos e confessaram o crime.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *