Audiência Pública debate situação de água contaminada em Parintins

Poços artesianos apresentaram altos níveis de metais pesados e coliformes fecais

Município terá que construir estações de tratamento de água e de efluentes

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) realizou em Parintins (a 369 km de Manaus), uma audiência Pública para discutir a qualidade da água dos poços artesianos que abastecem a cidade. Agentes públicos municipais, estaduais e população participaram do debate.


No início do mês de novembro um estudo conjunto entre a Unidade Gestora de Programas Especiais (UGPE), a Fundação em Vigilância Sanitária e a Cosama apresentaram um estudo conjunto cujo resultado apontou a contaminação de 22 dos 26 poços tubulares que fornecem água para o município, com “concentração altíssima” de poluentes como: amônia, manganês, ferro e os mais graves: nitrato e alumínio. As análises apontaram também a presença de coliformes totais e fecais em níveis acima do permitido pelo Ministério da Saúde..

Participantes

A reunião foi proposta pelo deputado estadual Sinésio Campos, presidente da Comissão de Recursos Hídricos, Minas, Gás, Energia e Saneamento da Aleam. Contou, ainda, com a participação do prefeito de Parintins, Bi Garcia, do subcoordenador de Planejamento da UGPE, Leonardo Barbosa, e da diretora-presidente da FVS, Tatiana Amorim. Também participaram representantes da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas (Procon-AM), Serviço Geológico do Brasil e Defensoria Pública do Amazonas.

Propostas

Dentre as propostas apresentadas na audiência estão:
busca de parceiros qualificados para aprimorar o serviço, a construção de Estação de Tratamento de Água (ETA) e de Efluentes (ETE), além da perfuração de novos poços;
A Prefeitura de Parintins se comprometeu a providenciar a cloração da água e a apresentar um Termo de Cooperação Técnica, para que possa ser assinado com o Governo do Estado para os encaminhamentos necessários.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *