As curas de Dr. Fritz no Amazonas

Um relato de quem participou presencialmente

Conheça a história do médico alemão e outros espíritos que trabalham com ele

Juscelino Taketomi
Especial para o ÚNICO

Na companhia de Scheilla e Guadalupe, espíritos com quem conviveu em sua última incursão pela vida física no final do século 19 e início do século 20, o médico espiritual Adolf Friedrich Fritz voltou mais uma vez ao Amazonas.

Por meio do terapeuta holístico e médium Aran, ele realizou incríveis tratamentos no Templo Amor Supremo, em Manaus, atendendo centenas de pessoas entre os dias 30 de maio e 02 de junho, Conjunto Shangrilá 7, Parque 10 de Novembro.

Agradecimentos

Tive a alegria de contatar e ser tratado novamente pelo Dr. Fritz. A primeira vez ocorreu em 2003, quando tinha sérias complicações envolvendo rim, estômago, coração e baço, sendo salvo da morte prematura pelo extraordinário espírito médico.

Neste domingo (2), à parte as graças do novo tratamento que recebi, pude manifestar minha gratidão ao Dr. Fritz e pude ver de perto, ao lado do amigo médium Antônio Barreiros, a indescritível performance desse espírito no uso de tecnologias especiais do mundo espiritual para resolver complexas situações de saúde no plano físico.

Atuação no plano espiritual

Acerca disso, vale destacar que o uso de objetos físicos nos procedimentos cirúrgicos de Fritz é apenas uma forma à qual ele recorre para comprovar, no plano da matéria, a eficácia da intervenção que, na realidade, se desencadeia no plano espiritual, reproduzindo-se positivamente na estrutura física dos pacientes, mediante o uso de ferramentas tecnológicas moderníssimas existentes nas altas esferas siderais.

No Templo Amor Supremo, assisti às performances de irmã Scheilla e Guadalupe, que prestaram assistência a diversos grupos de necessitados. Mas, estranhei não ter visto Zé Arigó, o cidadão mineiro José Pedro de Freitas, nascido em 18 de outubro de 1921.

Zé Arigó, como é do conhecimento geral, foi o médium que encantou e assombrou o Brasil e o mundo com curas miraculosas incorporando Adolf Fritz no início da década de 70.

Sempre quando o assunto são as ações do espírito alemão benfeitor, associa-se logo a questão à figura de Zé Arigó. E há mesmo quem acredite até hoje que Arigó e Fritz são uma só entidade, mas são seres distintos conforme pode-se constatar no filme O Predestinado.

Para bem esclarecer o assunto, apresentaremos aqui um resumo da história do Dr. Fritz.

Desafios constantes

Para quem não sabe, a história de Adolf Friedrich Fritz começou em Munique, Alemanha, no ano de 1853. Sua infância foi marcada por perdas e deslocamentos. Aos quatro anos, mudou-se para a Polônia em busca de um clima que aliviasse a asma de seu pai. No entanto, nem mesmo a riqueza material de sua família foi suficiente para amenizar a pobreza de afeto que o cercava.

Muito jovem, Fritz perdeu a mãe e, em seguida, o pai, ficando sob a tutela dos avós. Os desentendimentos familiares transformaram seus anos escolares um desafio constante. Mas, determinado a realizar seu sonho de ser médico, Adolf enfrentou todas as adversidades e ingressou na Faculdade de Yverdun, na Suíça, onde se especializou em cirurgia.

Aos 28 anos, quando estava prestes a concluir sua formação, um incidente trágico mudou o curso de sua vida. Um general desesperado trouxe sua filha necessitando de uma operação urgente.

Apesar dos esforços de Fritz, a menina não sobreviveu. Acusado de negligência, ele foi preso e torturado. Na escuridão da solitária, apenas a presença espiritual da menina falecida e de Fabiano de Cristo, seu mentor espiritual, aliviava sua dor.

Após anos de cativeiro, Fritz conseguiu fugir para a Estônia, onde dedicou-se ao aperfeiçoamento de suas habilidades cirúrgicas. Mas o destino reservava-lhe novos desafios. Durante a Primeira Guerra Mundial, foi recapturado e enviado ao front como médico. Lá, enfrentou a escassez de recursos com criatividade e coragem, realizando cirurgias improváveis em condições extremas.

No auge de sua dedicação, durante um atendimento sob fogo cruzado, Fritz foi atingido por um estilhaço de granada. Seu desencarne, em 29 de novembro de 1918, aos 65 anos, não encerrou sua missão. No plano espiritual, ainda convalescente, foi convocado a retornar ao campo de batalha, desta vez como espírito socorrista.

Fabiano de Cristo

A mágoa e as memórias da guerra mantiveram Fritz preso ao umbral por anos, até que Fabiano de Cristo, trajando hábitos franciscanos, começou a visitá-lo, oferecendo-lhe esperança e fé. “Se você quer luz, meu filho, então faça luz”, disse Fabiano. Compreendendo a mensagem, Fritz iniciou sua jornada de redenção, que o levou à Casa Transitória Fabiano de Cristo, onde a mágoa deu lugar ao amor.

Recuperado e instruído, Fritz encontrou no Brasil o cenário ideal para continuar sua missão. Sob a orientação de Dr. Bezerra de Menezes e outros trabalhadores espirituais, participou da construção de um hospital espírita que recebeu o nome de Fabiano de Cristo.

Ao lado de médiuns como José de Freitas, o Zé Arigó, Fritz começou a realizar cirurgias espirituais, trazendo alívio a milhões de pessoas.

Dessa forma, Dr. Fritz, agora conhecido não apenas como um cirurgião brilhante, mas como um espírito dedicado à cura e ao bem-estar, encontrou na espiritualidade uma nova forma de servir. Sua trajetória, marcada por sofrimento, superação e amor ao próximo, continua a inspirar e a transformar vidas, mostrando que a verdadeira luz nasce do compromisso com o bem e a compaixão.

Volta ao Amazonas

No Templo Amor Supremo, tive vontade de entrevistar o espírito maravilhoso, mas preferi deixar para outra oportunidade, já que ele retornará ao Amazonas dentro de dois meses, como informou Taís Morais.

Bastou-me, neste reencontro com Dr. Fritz, 16 anos depois de sua última visita ao Amazonas, ver de corpo presente suas ações impressionantes desafiando o senso comum e que despertaram, ao longo de décadas, reações e incompreensões mil em um país cuja medicina, sem aceitar os postulados espirituais, ainda está longe de assimilar e avaliar a contento os recursos celestes avançados utilizados pelo Dr. Fritz para promover procedimentos cirúrgicos fantásticos.

Que o Espírito Supremo, Incognoscível, a que chamamos Deus, conserve o Dr. Fritz por mais tempo trabalhando o universalismo crístico junto a humanidade terrestre, e especialmente junto ao povo brasileiro, socorrendo quantos e tantos irmãos necessitados, irmãos em busca de amor e luz.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *