Arthur Neto diz que Manaus tem vocação para se tornar uma cidade de nível mundial

🚨 Prefeito Manaus leu mensagem governamental na Câmara Municipal

🚨 Prefeitura dispõe de R$ 1,3 bilhões para investir na capital em 2020

🚨 Saúde e educação, além do meio ambiente apresentam dados positivos

O prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB) na leitura da mensagem governamental, nesta segunda-feira, (10), na Câmara Municipal de Manaus, o bom momento econômico da Prefeitura de Manaus, falou do orçamento de R$ 6,2 bilhões, aprovados pela Lei Orçamentária Anual (LOA) e anunciou que estão disponíveis destes recursos, R$ 1,3 bilhões, somente para investimentos em 2020, na área de infraestrutura em Manaus.
O prefeito apresentou aos vereadores, o balanço dos últimos sete anos de governo e os principais avanços obtidos para a cidade de Manaus, durante a abertura dos trabalhos da 17ª Legislatura da CMM, no Plenário Adriano Jorge, da câmara.

Dinheiro para investimentos em Manaus

“Hoje nós temos para investir na cidade de Manaus, R$ 1,3 bilhões em caixa para trabalharmos somente em infraestrutura e não estou contando aqui com educação, saúde, além de mais investimentos que vamos fazer. Como é justo você fazer um ajuste fiscal, ter uma previdência recuperada, como é justo ter credibilidade junto ao Tesouro Nacional, ser bem recebido pelo ministro da Educação sem precisar de apadrinhamento nenhum”, destacou o prefeito.


Arthur solicitou ao presidente da CMM, Joelson Silva (PSDB) que agende uma data no mês de dezembro antes do recesso parlamentar para que ele possa comparecer novamente ao plenário municipal para fazer a prestação de contas do mandato de 2020, seu último ano a frente da Prefeitura de Manaus.

Equilíbrio fiscal foi fundamental

O prefeito disse, que todos os avanços da Prefeitura de Manaus só foram possíveis a partir do equilíbrio fiscal e financeiro, pelo crédito obtido entre importantes instituições financeiras, a recuperação da Previdência e o aumento da capacidade de arrecadação proporcionada pela modernização de sistemas que permitem o investimento em obras e serviços, cumprimento de todos os compromissos, além de possibilitar que, pela primeira vez na história, uma administração seja encerrada com superávit e sem dívidas para o seu sucessor.

“Grande parte do sucesso que obtivemos na área econômica foi ancorada na inovação de tecnologias e nas medidas para alcançar a eficiência em gestão. Nossa administração buscou incorporar essas inovações implantando experiências que têm apresentado resultados significativos, com o uso de uma tecnologia intensiva para a redução da burocracia e a oferta de serviços públicos de qualidade para a população”, disse o prefeito.

Sobre cidade inteligente, o prefeito observou:

“Quando falamos pela primeira vez em Cidade Inteligente, muita gente achou que era delírio. Mas, aos poucos e com muito planejamento, organização, investimento e visão estamos implantando as bases dessa cidade inteligente, que será o futuro de Manaus.Estamos deixando Manaus planejada até 2030”, disse.

Início de governo

Arthur Neto afirmou que os primeiros quatro anos de governo foram duríssimos pela crise financeira que o país viveu e que teve que administrar parcos recursos e fazer investimentos na cidade.


“Foi uma crise que durou 30 meses só de recessão, nosso Produto Interno Bruto (PIB) caindo mês a mês, os empregos sumindo em Manaus a economia ligada ao Polo Industrial o impacto foi ainda maior com os empregos caindo e por conseqüência a receita do município e quedas nos repasses, constitucionais dos governos estadual e federal. Mesmo assim em meio a essa crise a Prefeitura de Manaus manteve os compromissos com pessoal e ainda investiu R$ 250 milhões por ano em obras”, relembrou.

Investimentos da prefeitura na capital

Segundo o prefeito, a Infraestrutura desde 2013 tem estado entre as áreas de maior investimento e com a entrega de grandes obras, como o complexo viário 28 de Março e outros dois com serviços de construção avançados na avenida Constantino Nery e no Manoa. Ressaltou também, a execução do programa de recapeamento, o Requalifica, que nas fases 1, 2, 3 e 4 já alcança mais de 500 vias, além do programa de tapa-buracos com recursos de R$ 200 milhões.

Na Saúde, foi ampliado o atendimento na Atenção Primária, com a aquisição de equipamentos, medicamentos e materiais, que asseguram o bom funcionamento de 377 estruturas, somadas às medidas de valorização dos servidores, o que resultou em benefícios aos usuários. Ao longo de sete anos, a rede municipal de saúde ganhou novas instalações físicas, passando de 197 equipes de Saúde da Família para 240. Foram dez UBSs, que ampliaram seus atendimentos até as 21h, durante a semana, e até ao meio-dia, nos sábados.


Sem falar no novo modelo de atendimento humanizado, implementado a partir da Escola de Saúde Pública (Esap); na primeira Clínica da Família Waldir Bugalho; 24 novas ambulâncias do Samu; e a entrega de duas Unidades Básicas de Saúde Fluviais, para reforçar o atendimento em mais de 60 comunidades ribeirinhas, que vivem às margens dos rios Negro e Amazonas, com todos os serviços da rede de atenção básica, como vacinação, consultas médicas de várias especialidades, exames, farmácia e atendimento odontológico.

Recursos para Educação

A área de Educação tem como indicador mais contundente o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), no qual Manaus saiu do 23º lugar e chegou ao 9º lugar, entre as cidades com melhor desempenho em suas escolas públicas. Além do Ideb, em sete anos, houve o aumento para 93% no índice de aprovação e a redução em 80% de reprovação e abandono.

De acordo com a mensagem governamental, foi na gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto que, pela primeira vez, Manaus aderiu ao programa “Minha Casa, Minha Vida”, do governo federal, e deu um salto na política habitacional, entregando 204 apartamentos populares na zona Leste, pelo Programa de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Socioambiental de Manaus (Prourbis), com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento, e outras 784 moradias na zona Norte, pelo conjunto residencial Cidadão Manauara 1. Este ano, mais mil apartamentos populares serão entregues pelas etapas A e B do Cidadão Manauara 2.

Árvores para Manaus

O Meio Ambiente e Sustentabilidade, da cidade contemplou o maior programa de plantio de árvores já ocorrido na cidade e que movimentou mais de 500 mil mudas – 260 mil foram plantadas e outras 250 mil foram distribuídas à população.

A mensagem destaca os avanços obtidos na revitalização e ressignificação do Centro Histórico de Manaus, com o restauro de importantes prédios e espaços públicos, que valorizam a cidade; pela modernização do parque elétrico de Manaus, com a instalação de 58 mil pontos de LED em todos os bairros da capital; no investimento em ações de empregabilidade e que já fazem de Manaus a primeira cidade mais empreendedora da região Norte e a oitava do país; por uma Previdência ajustada e reconhecida como uma das mais eficientes do Brasil; e por tantas outras medidas adotadas pelo planejamento estratégico “Manaus 2030”, porque mais do que promover melhorias efetivas para a sociedade de hoje, é preciso pensar no futuro, no desenvolvimento de uma capital que tem por vocação se tornar Cidade Mundial.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *